A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

28/07/2014 06:34

Lanchonete tem rodízio de pastéis com sabores doces e salgados fritos na hora

Aline Araújo
Ruse faz salgados por encomendas há 30 anos. (Foto: Marcelo Calazans)Ruse faz salgados por encomendas há 30 anos. (Foto: Marcelo Calazans)

No bairro Taveirópolis, a “Pastelaria da Ruse” chamou a atenção do Lado B em oferecer um rodizio de um dos salgados mais populares no Brasil. Por R$ 10,00, toda quinta-feira, o cliente pode comer a vontade 10 sabores diferentes.

Veja Mais
Batata de frigideira recheada é carro-chefe de truck que percorre feiras
Ex-gerente de fast food vende Nakedtone, além de pizza que é jantar e sobremesa

A ideia da cozinheira Ruseneide Pereira de Ávila, de 50 anos, é simples, assim como a lanchonete na rua Dona Tomázia Rondon, quase esquina coma Albert Sabin. Os pastéis são um pouquinho maiores que os de festas, oferecidos em versões tradicionais: carne, queijo, frango, pizza, calabresa, salsicha e variações com dois sabores ou adicional de requeijão.

Quem quer participar do rodizio, escolhe os sabores que pretende saborear e eles são feitos na hora, a outra opção é pagar R$ 0,50 na unidade e levar para a casa quantos quiser.

A ideia surgiu como forma de degustação. “As pessoas pagam pouco, comem bem e podem conhecer melhor os sabores. Escolhi os tradicionais para começar, porque a venda é mais certa e preciso conhecer o gosto do pessoal do bairro primeiro”, explica.

Outra opção no lugar vai ser o "Rango de Quinta", uma vez por semana ela abandonará a escumadeira do pastel para fazer um prato típico da culinária brasileira, sempre a preços populares. “Quero começar na próxima quinta-feira com um baião de dois. Também quero variar os sabores dos pastéis com opções de peixe”, afirma.

Os pastéis são fritos na hora de acordo com o pedido do freguês. (Foto: Marcelo Calazans)Os pastéis são fritos na hora de acordo com o pedido do freguês. (Foto: Marcelo Calazans)

Para quem gosta de doce também não faltam opções, pagando R$ 2,00 você recebe um pratinho com pasteizinhos de vento e um copinho de café com o recheio a escolha. É possível optar pelos sabores de brigadeiro, beijinho, ganache com ameixa e goiabada.

Ruse, como é conhecida pelos amigos, conta que aprendeu a cozinhar sozinha, por necessidade, e acabou pegando gosto pela profissão que exerce com amor. O pastel foi escolhido como investimento por ser uma opção popular e há algum tempo ela já havia reparado a necessidade de abrir uma pastelaria na região onde mora.

O lugar é pequeno, tipico das lanchonetes encontrados pela periferia da Capital, mas tem um cuidado e um carinho reconhecido por quem já aprecia o sabor dos quitutes feitos por Ruse. Ela faz salgadinhos por encomendas há 30 anos e decidiu que era a hora de abrir um negócio, que fosse perto de casa e conseguisse aumentar a renda da família.

O doce para rechear o pastel é escolhido a parte. (Foto: Marcelo Calazans)O doce para rechear o pastel é escolhido a parte. (Foto: Marcelo Calazans)

A auxiliar de enfermagem Senir Braga, de 51 anos, já é cliente de Ruse há muito tempo. “Em casa, há anos, sempre que tem alguma festinha a gente encomenda salgados dela. Uma delicia, ela tem uma mão abençoada para cozinhar qualquer coisa”, elogia.

Com a pastelaria aberta, e a primeira fase do projeto concluída, agora ela pretende aos poucos investir na estrutura do lugar e também implementar novas ideias. O rodizio continua em dias combinados. No atendimento normal os pastéis em tamanho tradicional são vendidos a R$ 1,50 ou 4 por R$ 5,00 e R$ 2,00 os que tiverem a combinações de dois sabores.

O vizinho, Luis Vitor, de 50 anos, aprovou a iniciativa do rodizio. “É uma ótima ideia, o frio atrapalhou um pouco, mas eu achei bem diferente e acredito que o pessoal vá gostar”, conclui.

Serviço: A pastelaria da Ruse fica na rua Dona Tomázia Rondon, sem número, quase esquina com rua Albert Sabin. O horário de funcionamento é de terça a domingo, das 18h às 22h. 

Os pastéis para levar saem a R$0,50. (Foto: Marcelo Calazans)Os pastéis para levar saem a R$0,50. (Foto: Marcelo Calazans)



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.