A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

28/07/2016 08:44

Na bolinha, ou em formato de panela, queijos têm recheios de atiçar os sentidos

Thailla Torres
Depois de cortado, a bolinha de mussarela chega a dar água na boca. (Foto: Marina Pacheco)Depois de cortado, a bolinha de mussarela chega a dar água na boca. (Foto: Marina Pacheco)

Quem vê as imagens fica doido para experimentar os queijos. Quando a faca corta, o recheio doce se espalha pelo prato. Para quem gosta, Joelma Carmona, de 37 anos, vende mussarela cheia de Nutella, recheada com damasco, abóbora e coco. Mas também tem na versão salgada, com tomate seco, vinho e azeitonas chilenas, azeitonas verdes, salame, bacon ou provolone trufado com azeitonas.

Veja Mais
Bar serve comida alemã e cliente ainda pode conhecer fábrica de cerveja
Mistura de peruana com oriental, tendência para 2017 é cozinha que une 2 países

Joelma decidiu investir nos queijos, pois combina com o clima da Capital. (Foto: Marina Pacheco)Joelma decidiu investir nos queijos, pois combina com o clima da Capital. (Foto: Marina Pacheco)

Joelma é do Pará e chegou a Campo Grande há cerca de 1 ano, depois de se casar. Enquanto o marido trabalha no setor automotivo, ele pesquisava na internet algo novo na gastronomia que sempre gostou."Minha vida com as bonecas eu nem lembro, mas com as empadinhas...", ri.

Depois de muita pesquisa, ela encontrou nos sabores a combinação perfeita. “Eu não podia ficar parada, então comecei a olhar o que eu podia oferecer de bom e de diferente aqui em Campo Grande. Eu sabia que havia queijos sendo vendidos em toda parte, mas esse queijo em especial eu nunca encontrei, foi aí que eu tive a ideia”, revela.

Todos os queijos são artesanais. A produção não é de Joelma, ela representa os produtos que são feitos em uma fazenda no interior de São Paulo. Em cada queijo, um recheio diferente. Do salgado ao doce, a ideia é que façam parte de refeições como café da manhã, churrasco ou uma noite de vinhos com os amigos.

O campeão de vendas ela revela que é o queijo Cavuca, com pasta mole e cremosa em que o cliente precisa comer de colher, que custa R$ 55,00. “É tão cremoso, que impossível não ficar com vontade de cavucar para tirar o queijo. Fica melhor ainda se colocar alguns segundos no micro-ondas quando for comer”, sugere.

Sucesso só de olhar são os recheados. “Não tem pra ninguém, quando chega o de mussarela recheado com goiaba”, comenta. Quando o queijo trufado de 600g é cortado, a goiabada que derrama chega a dar água na boca. Também tem as opções com recheio de Nutella e doce de leite, que custam R$ 49,00 cada.

Todos os recheados com doces são na mussarela, mas outro que chama atenção dos clientes é o provolone com salame. São 700 gramas de queijo e Joela sugere para pestiscos e como acompanhamento de vinhos. A peça custa R$ 77,00. 

Também há as bolinhas recheadas, nos sabores goiabada, temperado, azeitona e com tomate seco. Cada pacote sai por R$ 39,00. 

O requeijão, com rapas do tacho é um dos mais baratos, custa R$ 38,00 cada 600g. Com sabor suave, parece um requeijão. 

Outra imagem que atiça os sentidos é a panela de parmesão. A peça de queijo já vem raspada, pronta para receber pratos quentes, como macarrão. Há panela pequena e com até 1.2 kg de parmesão.

Joelma realiza entregas todos os dias da semana e para quem deseja saborear, os queijos também são vendidos na Feira Central no box 92 de quarta à sábado.

O telefone para contato e encomendas é (67) 98164-2549.

 

Provolone trufado com salame custa R$ 77,00 (Foto: Marina Pacheco)Provolone trufado com salame custa R$ 77,00 (Foto: Marina Pacheco)
Versão de provolone com azeitonas verdes.Versão de provolone com azeitonas verdes.
Com damasco.Com damasco.
Panela de provolone.Panela de provolone.



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.