A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

09/05/2015 07:23

Quiosque na Mata do Jacinto tem Moreninha "feita em casa" e sorvetes clássicos

Aline Araújo
Banana Split tradicional.  (Foto: Rodrigo Gomes)Banana Split tradicional. (Foto: Rodrigo Gomes)
Lá tem moreninha! (Foto: Marcelo Calazans)Lá tem moreninha! (Foto: Marcelo Calazans)
Taça de Banana Split. (Foto: Rodrigo Gomes)Taça de Banana Split. (Foto: Rodrigo Gomes)

Assim, Rodrigo Gomes virou o tio que toca em frente a tradição de um dos sorvetes com gosto típico da infância. Se fechar os olhos, o sorvete vem até com o som do carrinho de picolés.

Depois de uma visita à loja de produtos para a confecção de doces e algumas pesquisas, a Moreninha entrou para o cardápio. O sabor do sorvete é de Leite Ninho no “Quiosque da Mata”, um lugar na periferia de Campo Grande que reserva surpresas saborosas para quem vai conhecer.

A cara é de quiosque de praia, com a frente feita de madeira e cobertura de palha. Mas apesar do açai integrar o cardápio, o astro ali é o sorvete e o gostinho de infância. 

Contra o self service que acabou com os clássicos na taça, o cardápio tem Banana Split (R$ 13,90) e Vaca Preta (R$ 11,90).

“A gente quer criar aquela coisa nostálgica, mas sempre contando com a colaboração dos clientes. Se eles pedem algo, a gente procura atender”, conta Rodrigo. Até um cantigo com doces antigos, como suspiros, tem um lugar no quiosque.

Ele era analista de sistemas, mas sempre foi interessado por gastronomia. Tanto que fez até curso. Ai um amigo que tinha a sorveteria, e já não estava muito bem de finanças, resolveu vender. A oportunidade apareceu, ele conversou com a esposa e resolveu abraçar o desafio.

Na frente, sempre uma sugestão escrita a mão no quadro. (Foto: Marcelo Calazans)Na frente, sempre uma sugestão escrita a mão no quadro. (Foto: Marcelo Calazans)
Rodrigo sempre quis abrir um negócio na área de alimentação. (Foto: Marcelo Calazans)Rodrigo sempre quis abrir um negócio na área de alimentação. (Foto: Marcelo Calazans)

De um vizinho veio a sugestão de servir o abacaxi Ula Ula. A sobremesa é feita com metade de um abacaxi, três ou duas bolas de sorvete escolhidas pelo cliente, chantilly e confeitos por cima. Para acompanhar, creme feito com a polpa do abacaxi. Custa R$17,90, mas serve de duas a três pessoas com tranquilidade.

Outro diferencial está no açaí, em vez de vir pronto, o cliente é que escolhe entre 28 acompanhamentos. Além dos tradicionais, como morango, banana, kiwi e granola, a pessoa pode colocar sorvete, brigadeiro, paçoca, castanha, aveia ou guaraná em pó. Cada opção tem um valor.

Os smoothies também são servidos e o feito só com frutas, sem leite, é uma feliz opção para algumas crianças. “Tem uma mãe que vem sempre aqui com os dois filhos, um é alérgico aà lactose e o outro adora sorvete, ela disse que ficou feliz quando encontrou a gente”.

Quem monta o açaí é o freguês. (Foto: Rodrigo Gomes)Quem monta o açaí é o freguês. (Foto: Rodrigo Gomes)

Por enquanto Rodrigo só trabalha com sorvetes de parceiros, mas o sonho é que um dia ele produza o próprio.

“Nada muito requintado, tudo simples mas com sabor. A nossa ideia é essa sempre melhorar, escutar o cliente e evoluir a cada mês”.

O Quiosque da Mata fica na Rua Oliva Enciso, 52, na Mata do Jacinto. O lugar funciona de quarta a segunda, das 10h às 22h e no domingo das 9h às 21h.  




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.