A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

16/03/2015 06:23

Restaurante de família no Cidade Jardim serve cortes argentinos como o chorizo

Aline Araújo
A mãe toca o restaurante com os filhos há quatro anos. (Foto: Marcelo Calazans)A mãe toca o restaurante com os filhos há quatro anos. (Foto: Marcelo Calazans)

O restaurante é familiar, o ambiente rústico com mesas de madeira espalhadas por uma varanda agradável. No cardápio, cortes argentinos difíceis de ver por aqui. O gosto pela cozinha é de família e foi passando por gerações. O Jardim Braseiro, no bairro Cidade Jardim, trabalha com carnes e pizzas feitas no forno a lenha.

Veja Mais
Aproveitando época da guavira, chef ensina petit gâteou e brownie da fruta
Hamburgueria K Burguer traz deliciosas novidades

A história dos Pereira com as panelas começou em 1973, quando a cantora Jandira, da dupla com Benites, resolveu abrir um restaurante no centro de Campo Grande. O La Carreta, mesmo nome de uma música da dupla, que ficou conhecida por cantar chamamé e música regional.

Rafael Pereira da Silva, de 25 anos, neto de Jandira, lembra que desde pequeno escuta as histórias sobre o restaurante da avó. “Lá era uma espaço de valorização da cultura regional, sempre tinha muitas apresentações dos amigos da minha avó. Era bem movimentado”, conta o empresário que hoje toca o restaurante com a mãe, Iara Zenita Pereira, de 54 anos, e com o irmão Rodrigo Pereira da Silva.

Por conta de ter trabalhado junto com a mãe no restaurante, que ficava na Calógeras, Iara pegou gosto pelo ramo. Por questões de saúde o La Carreta foi vendido, Iara adormeceu o interesse em trabalhar na área até 2004, quando abriu uma pizzaria delivery, seu primeiro negócio com os filhos. Foi uma experiência com vontade e expandir nasceu o Jardim Braseiro, há quatro anos.

Bife de chorizo é um dos pratos da casa. (Foto: Reprodução Facebook)Bife de chorizo é um dos pratos da casa. (Foto: Reprodução Facebook)

No cardápio, a herança do restaurante da avó cantora é só a receita de bife à parmegiana, que custa R$ 35,00. Para quem vai escolher, pratos com cortes argentinos despertam curiosidade. O bife ancho e o bife de chorizo, que serve duas pessoas, custam R$40,00 cada.

Os pratos são preparados com contra-filé, a carne bem macia é cortada em uma espessura bem grossa e selada no forno a lenha. No bife ancho, a diferença é a carne magra, com uma capa de gordura bem fina. Já o chorizo,  o corte é parecido, porém com uma capa de gordura mais generosa.

Iara explica que não é fácil manter os pratos no cardápio, a carne para montá-los é muito difícil de encontrar por aqui. “É que há diferenças nas carnes produzidas nos dois países, como o clima e alimentação dos animais é diferente na Argentina, nós encontramos dificuldade de encontrar a carne que comporte o corte, com uma boa apresentação", explica.

O sucesso no cardápio, fica com por conta do Filé a Brochete, um espetinho feito com filé mignon, bacon, cebola e tomate. O prato custa R$ 55,00.

Serviço: O restaurante fica na Avenida Centaurea, 338, Cidade Jardim. O telefone é (67) 3045-0008.

Restaurante é familiar, com mesas de madeira espalhadas por uma varanda agradável.Restaurante é familiar, com mesas de madeira espalhadas por uma varanda agradável.



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.