A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

18/08/2014 09:40

Restaurante que começou com bifão agora tem rodízio de bacalhau

Elverson Cardozo
Dono do restaurante, Nagib Saad criou o rodízio de bacalhau para acompanhar a concorrência. (Foto: Marcelo Victor)Dono do restaurante, Nagib Saad criou o rodízio de bacalhau para acompanhar a concorrência. (Foto: Marcelo Victor)

Descendente de família árabe, Nagib Saad, de 61 anos, consolidou seu nome na história de Campo Grande, primeiro, com um bar, o Nagibão, na esquina da Pedro Celestino com a Rua Maracaju, ponto de encontro, durante 15 anos, da galera da música como Carlos Colman e Geraldo Espíndola. Depois, fundou o Manura, restaurante de comida árabe, que hoje está sob administração de um irmão. Agora, o foco dele é a Cia do Peixe, na 13 de Junho.

Veja Mais
Batata de frigideira recheada é carro-chefe de truck que percorre feiras
Ex-gerente de fast food vende Nakedtone, além de pizza que é jantar e sobremesa

O espaço, inaugurado 6 anos, começou vendendo carnes de todo tipo, como bifão na chapa, passou para os frutos do mar e, agora, tem até rodízio de bacalhau. A novidade, implantada há pouco mais de 40 dias, foi uma estratégia de Nabigão, que resolveu seguir a “tendência de mercado”.

“Hoje em dia está assim: tem rodízio de sushi, pizza, carne... aí eu criei o de bacalhau”, comenta. Por R$ 39,90, o cliente come à vontade e até, literalmente, dizer “chega”. Todas as quintas, sextas e sábados, a partir das 18h30, a casa serve o rodízio com 8 tipos de pratos à base do peixe.

Bacalhau com alcaparras. (Foto: Marcelo Victor)Bacalhau com alcaparras. (Foto: Marcelo Victor)

De entrada vem bolinho, pastel e salada de bacalhau. Na sequência tem bacalhau à urucum, à parmegiana, grelhado com alho laminado, frito e com alcaparras. Os acompanhamentos são arroz e batata frita.

Além do preparo, com um toque regionalizado, o gosto é diferente do peixe feito à moda portuguesa, por exemplo. É bem suave e sem cheiro. Os clientes gostam tanto, diz Nagib, que acabam experimentando todos os pratos. Quem não gosta, acaba se surpreendendo.

A quantidade de pratos que compõe o rodízio é suficiente para encher até quem come bastante, mas se o freguês quiser ele serve tudo de novo.

Cardápio – Caso o bacalhau não “desça” de jeito nenhum, tem outras opções que variam de R$ 11,00 (porção) a R$ 85,00 (prato principal).

Entrada. (Foto: Marcelo Victor)Entrada. (Foto: Marcelo Victor)

O cardápio apresenta de salada (alface, tomate, cebola, palmito e azeitona) a sobremesa (pêssego com creme ao leite e taça de sorvete simples). A lista inclui, também, porções e pratos à base de filé bovino, com picanha e filé mignon grelhado ou à milanesa.

Mas como a especialidade da casa é o peixe, o que não falta são receitas que levam a carne, entre elas a tilápia ao molho de ervas finas (com arroz branco e legumes na manteiga) e o pacu frito (com salada verde, arroz e farofa temperada).

Tem, ainda, os tradicionais: pintado à parmegiana, à cubana (file à milanesa com leva arroz à grega, fritas, banana empanada e frutas), o Pantaneiro (cubos pintado ao molho, banana, tomate, pimentão, cebola, arroz branco e legumes na manteiga), o Brochete à grega (filé de pintado grelhado, alcaparra, champignon, arroz branco e legumes na manteiga), foram o pintado ao molho imperial (grelhado ao molho de camarão), à urucum (com creme de leite e mussarela) e a moqueca tradicional (cubos de pintado, pimentão, cebola, tomate, leite de côco azeite de dendê e arroz branco).

Nagibão começou no novo restaurante servindo bifão na chapa. (Foto: Marcelo Victor)Nagibão começou no novo restaurante servindo bifão na chapa. (Foto: Marcelo Victor)

À base de salmão tem “ao molho de maracujá” (salmão grelhado, molho de maracujá, palmito na manteiga, arroz com passas e batata sauté), e “ao molho de limão”, com batata corada, arroz branco e brócolis no vapor.

Com o bacalhau tem o prato "à primavera" (postas grelhadas, alho laminado no azeite, batata cozida, cenoura, brócolis, azeitonas, ovos cozidos e arroz branco), Gomes de Sá (postas grelhadas com cebola, batata, ovos cozidos, azeitona, azeite e arroz primavera), à Lagareiro (com alho laminado, batata e palmito), com Nata (molho, mussarela, nata, batata palha e batata corada), à Portuguesa (batata, pimentão, tomate, ovo, azeitona preta e batata palha), o Ligth, com passas, ao creme urucum e à parmegiana.

Serviço – O restaurante Cia Do Peixe fica na Rua 13 de Junho (quase esquina com Abraão Júlio Rahe), 1518, em Campo Grande. O local funciona às terças, quartas, quintas e sextas a partir das 18h. Sábados, domingos e feriados o atendimento é das 11h às 15h.




Realmente a comida é muito boa! Vale a pena conferir...
Ah! E para quem aprecia, o Tio Nagibão tem uma aguardente produzida por ele que é fantástica...
 
Silvio Henrique Lemos em 18/08/2014 13:42:29
Ambiente climatizado, familiar, atendimento mto bom.
A comida eh deliciosa, parabéns.
Além de dos pratos atrativos, o prazer de conhecer ou rever seu velho amigo Nagibão.
 
nagib saad junior em 18/08/2014 09:33:23
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.