A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

08/09/2016 06:10

Restaurante tem quebra-cabeças na decoração e menu gaúcho, com vinho e figo

Thailla Torres
Imagem da Santa Ceia feita com quebra-cabeça chama atença. (Foto: Alcides Neto)Imagem da Santa Ceia feita com quebra-cabeça chama atença. (Foto: Alcides Neto)

Há 2 anos no Carandá Bosque, é o sabor caseiro de alguns pratos típicos da Serra Gaúcha que faz diferença na hora do almoço no Restaurante Colonial. Mãe e filha transformaram o espaço para reunir o sabor da terra natal e até atendentes entraram no espírito da coisa, usando bombacha e vestido de prenda.

Veja Mais
Bar serve comida alemã e cliente ainda pode conhecer fábrica de cerveja
Mistura de peruana com oriental, tendência para 2017 é cozinha que une 2 países

Nas paredes, outro detalhe chama atenção. Tem quebra-cabeça gigante, montado em família, o que exige operação de guerra para ser emoldurado e exposto, um passatempo da época de namoro da filha.

O cardápio é bem simples, tem também pizza, uma das especialidades da proprietária e chef de cozinha Zélia Dal Cortivo, de 53 anos, que administra o restaurante junto com a filha Elitonia Poletto, de 30 anos.

Nascida e criada no Rio Grande do Sul, Zélia decidiu morar em Campo Grande há 10 anos. Aqui trabalhou em um restaurante como chef e não demorou muito para que abrisse o próprio negócio com tempero especial.

Mãe e filha administram o restaurante que serve pratos típicos do sul. (Foto: Alcides Neto)Mãe e filha administram o restaurante que serve pratos típicos do sul. (Foto: Alcides Neto)

O primeiro empreendimento no bairro foi uma pizzaria, o que rendeu sete anos de trabalho. “Uma das especialidades da minha mãe também são as massas e a pizza era o sabor que mais agradava. De massa fininha e temperada, com molho feito de forma caseira que deixa o recheio mais saboroso”, explica Elitonia.

Depois que a filha também se mudou para cidade, por conta dos estudos, ela e a mãe decidiram seguir em frente com um restaurante. “A gente queria servir na hora do almoço e por isso optamos pelo restaurante. Mas para não perder os cliente que adoravam as pizzas, resolvemos incluir o prato no cardápio nesse horário e é que mais chama atenção”, conta.

Entre os sabores, são servidos pratos tradicionais da serra gaúcha. “Do sul, temos a polenta com frango, polenta frita, a porcada que aqui chamamos de risoto suíno e também o carreteiro molhadinho, diferente dos mais seco que é preparado aqui”, diz a filha.

Para agradar e manter a tradição, as sobremesas tradicionais, como o sagu ao vinho tinto e o creme de baunilha, são os preferidos dos clientes. E para não deixar o cliente enjoado do mesmo sabor, Zélia criou cheesecake de figo, com calda de vinho. “As pessoas até perguntam se a criança pode comer, explicamos que sim, já que é todo preparo com vinho é feito no fogo, o que não deixa nenhum teor alcoólico”, explica Elitonia.

O almoço self-service custa 19,99 de segunda à quinta. Sexta e sábado sobe para R$ 23,99 onde além do cardápio tradicional, também é servido pizza.

Cheesecake de figo foi novidade criada pela chefe de cozinha. (Foto: Alcides Neto)Cheesecake de figo foi novidade criada pela chefe de cozinha. (Foto: Alcides Neto)

De peça em peça - O espaço é simples, mas bem organizado. A decoração com quadros feitos com quebra-cabeça é o detalhe bacana, que fala um pouco sobre os donos. “Essa é uma diversão entre eu e meu esposo. Desde que a gente começou a namorar, esse era o nosso passatempo dentro de casa”, conta a filha.

A última obra do casal foi com tema super apropriado. A imagem da Santa Ceia, com 13.200 peças, foi montada em 5 meses, tempo que o casal precisou abrir mão do carro na garagem para finalizar a arte. “Como eram muita peça e não tinha como levantar sem a moldura, fizemos na garagem em cima de uma madeira fina", lembra.

Pronta, o desafio passou a ser levar a imagem para o restaurante. "Depois, a gente trouxe deitado para o restaurante e a moldura foi feita aqui para não danificar. Até o vidro foi colocado aqui. As peças são todas coladas e vieram separadas em pacotes com mil peças em cada”, descreve sobre o trabalho.

O Restaurante Colonial fica na Rua Vitório Zeolla, 1556, Carandá Bosque II. Funciona de segunda a sexta das 11h às 13h30 e aos sábados das 11h às 14h.

Curta o Lado B no Facebook.

Outros quadros feitos com quebra-cabeça. (Foto: Alcides Neto)Outros quadros feitos com quebra-cabeça. (Foto: Alcides Neto)



A comida é uma delícia, recomendo! Ótimo atendimento, ambiente acolhedor e familiar...
 
Rogério Possionatto em 08/09/2016 17:48:36
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.