A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

01/11/2015 07:23

Rodízio mostra em nove opções que pizza vegana pode ser igualzinha a normal

Paula Maciulevicius
De carne de jaca ao beijinho, rodízio de pizza vai mostrar produto - pelo menos visualmente - igual ao tradicional. (Foto: Fernando Antunes)De carne de jaca ao beijinho, rodízio de pizza vai mostrar produto - pelo menos visualmente - igual ao "tradicional". (Foto: Fernando Antunes)

A carne de jaca pode substituir o frango assim como o leite vegetal entra em cena na hora do beijinho. Neste domingo, nove sabores mostram que é possível trabalhar o veganismo na pizza, prato muito característico pelos derivados lácteos. Em Campo Grande, é assim que o Espaço Ahara vai comemorar o Dia Mundial do Veganismo, com rodízio de pizza a R$ 35,00.

Veja Mais
Mistura de peruana com oriental, tendência para 2017 é cozinha que une 2 países
Cremosa e saborosa: aprenda a fazer Tilápia à moda da casa

"Na verdade é tanto para comemorar, quanto para juntar pessoas que estão participando diariamente do ativismo e também como forma de chamar atenção das pessoas para esse movimento em prol da saúde, do Meio Ambiente e dos animais", explica a proprietária do Ahara, Joana Pires.

O primeiro rodízio de pizza foi a forma encontrada para atrair principalmente o público que ainda não faz parte da filosofia. "As pessoas procuram algo parecendo com alimento de origem animal, por exemplo a marguerita, você vai ver que existe uma pizza que visualmente é a mesma coisa, mas com massa 100% integral e queijo vegetal", descreve Joana.

Sem usar derivados de animais, se descobrem sabores nos temperos. (Foto: Fernando Antunes)Sem usar derivados de animais, se descobrem sabores nos temperos. (Foto: Fernando Antunes)

Serão marguerita, jardineira, rúcula com tomate seco, abobrinha italiana, berinjela, caipira, brigadeiro, beijinho, chutney de manga picante como sabores. Versões do que se come no dia a dia. "Sempre acham que o veganismo é muita restrição, mas na verdade não é. Quando se tira carne e derivados, se descobre sabores e temperos", acrescenta Joana.

Para o rodízio é necessário reservar lugares, que já estão quase em falta. A maior parte dos que aderiram, segundo Joana, não são veganos.

"Como faz uma pizza vegana sem queijo? É o que a gente vai apresentar", diz ela. O queijo usado é o vegetal da marca Superbom. A "caipira", opção que o espaço colocou no cardápio usa a carne de jaca como reprodução do frango. A de brigadeiro, é feita a partir de batata doce.

"Se usa a jaca verde e quando você tempera a carne, ela saboriza o gosto do tempero que se coloca", detalha Joana.

O veganismo é, além de uma dieta, filosofia de vida e que o segue, retirou da rotina todo elemento que tenha vindo de morte ou sofrimento animal. Vai além da comida. "É enxergar o mundo através da proteção dos direitos dos animais", frisa Joana.

Além da massa 100% integral, o molho de tomate também é feito no espaço. (Foto: Fernando Antunes)Além da massa 100% integral, o molho de tomate também é feito no espaço. (Foto: Fernando Antunes)

Além da massa 100% integral, o molho de tomate também é feito no espaço, assim como o catchup, a mostarda... 

A ideia é fazer o rodízio uma vez por mês com a intenção de divulgar a temática, juntando pizza, palestra e documentários, por exemplo. 

O Espaço Ahara fica na Avenida Centaurea, 482, no Cidade Jardim. As reservas devem ser feitas pelo telefone: 3213-3372. Informações também pelo Facebook.

Curta o Lado B no Facebook.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.