A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016


  • Marketing Pessoal
  • Marketing Pessoal

    com Glauber Halt - Professor FGV /Coaching


02/04/2014 08:00

Como escolher um curso de qualificação

(*) Glauber Halt Cabral

O profissional precisa conhecer três principais critérios na hora de procurar um curso de aprimoramento.

Veja Mais
Qual o Significado do Trabalho em Minha vida?
Afinal, o que é proatividade?

Os critérios para você escolher um curso de qualificação que o mercado globalizado e a expansão da economia brasileira requerem profissionais atualizados ou de olho nas tendências de sua área de atuação todos sabem.

Mas o que muitos ainda não se deram conta é que fazer um curso atrás do outro pode não surtir o efeito desejado. Pior. Essa atitude pode acarretar em perda de tempo e dinheiro.

A busca de qualificação não pode ser aleatória. Para você fazer uma escolha assertiva segue algumas informações importantes.

1. Descubra o que você quer
Uma escolha profissional correta depende necessariamente do autoconhecimento. Para o indivíduo poder alinhar vocação e formação. Antes de procurar um curso tenha clareza dos seus objetivos.
É importante ressaltar que a escolha deve ainda estar atrelada à formação acadêmica do profissional. Não decida por modismos, senão você estará produzindo uma colcha de retalhos. A cada momento o mercado precisa de algo diferente.

Quer dar um up grade na carreira? Solicite informações sobre:
Cursos profissionalizantes
Cursos de graduação
Cursos de pós-graduação
Cursos preparatórios para concursos públicos
Cursos de idiomas

2. Descubra o que o mercado quer
No entanto, não adianta achar que você pode sobreviver em um cubo de vidro. Uma hora ele pode trincar. É preciso ter visão de mercado.

Ao escolher um curso sem fazer esta análise, o profissional vai passar pela frustração de não poder praticar o conhecimento obtido em sala de aula. Por isso, é importante certificar-se de que o curso irá contribuir em sua carreira.
O ideal é que o curso de atualização tenha alguma relação com a função que o profissional exerce ou deseja exercer. Vale ressaltar que um curso dissociado da área de atuação pode dar a impressão de que o profissional não tem clareza dos seus objetivos.

3. Pesquise
É preciso conhecer a instituição que oferece o curso, corpo docente, conteúdo programático. Vale conversar com quem já realizou a atividade e, até mesmo, com o seu chefe e colegas de trabalho. Não se prenda apenas ao nome da instituição.
O profissional deve ainda averiguar se o curso contempla mais a parte teórica do que a prática e vice-versa. Alinhe a sua escolha à sua expectativa e necessidade.

Benefícios
A atualização constante é uma estratégia fundamental para manter a empregabilidade. Proporciona conhecimento e troca de informações entre os profissionais.

A principal importância da qualificação, no entanto, é a contribuição para o desenvolvimento e a carreira do profissional. Possibilita a aplicação de novas ferramentas e o desenvolvimento de novos projetos na empresa. O profissional que se atualiza é sempre bem visto no mercado.

Novo idioma: saiba até que ponto ele ajuda a sua carreira e seu salário!
Em níveis operacionais, saber outro idioma de forma profunda pode significar aumento de 50% no salário.

Aprimorar segundo idioma pode ser decisivo para crescimento na carreira.

Em busca de uma boa posição no mercado de trabalho e de um bom salário, você tem investido no aprendizado de vários idiomas. Passa horas da semana em aulas particulares, fazendo exercícios ou participando de grupos de conversação, sem contar no impacto que isso tem para o seu bolso. Mas será que você está no caminho certo?
Se imaginarmos que tudo o que gera mais conhecimento impulsiona a carreira, então vale a pena investir no aprendizado de idiomas.

Dentre os aspectos positivos disso, está a possibilidade de uma comunicação mais ampla, de manter relacionamentos internacionais, de poder participar de grupos de trabalho internacionais, de realizar viagens corporativas e de poder ir direto à fonte na busca por uma informação que vem do exterior. Tudo isso expõe mais o profissional.

Esses aspectos positivos, no entanto, estão relacionados ao aprendizado profundo do idioma ou, então, ele não terá funcionalidade para a vida profissional, apenas para a pessoal. Afinal, você não vai arriscar fechar um negócio em um idioma em que não possua completo domínio, o que poderia causar problemas.

Existe diferença entre ter um nível de comunicação e conhecer bem o idioma. O importante é ter fluência verbal, para quem os recrutadores prezam mais se o candidato tem dois idiomas no nível avançado do que cinco no intermediário.

Uma língua que os profissionais devem saber é o inglês, que acaba sendo a mais usada no dia-a-dia do trabalho. Por isso, vale mais a pena se aprofundar neste idioma do que partir para outro tendo apenas o nível intermediário. Outro exemplo é do mandarim, que está na moda pela China ter conquistado um grande espaço no cenário internacional nos últimos anos. Porém, ele disse que os chineses estão mais dispostos a aprender o inglês do que o inverso.

Vale explicar ainda que o aprendizado do idioma deve ser algo planejado e constante. Em sua opinião, algumas pessoas têm mais facilidade de aprender, mas, como a questão depende do empenho, todo mundo pode conseguir.

Carreira e salário

A importância de aprender um idioma é tão grande, que o investimento em outra língua antes mesmo de uma especialização, ao menos aos profissionais de nível operacional. Esse diferencial pode ser mais valorizado até mesmo do que uma pós-graduação, já que o profissional operacional tem contato externo e pode precisar dessa outra língua.

Em relação ao salário, um levantamento feito por ele com cliente mostrou que o domínio de um segundo idioma pode aumentar em até 50% o salário do profissional de nível operacional. Porém, no nível de gerência, o impacto não é relevante, porque já se pressupõe que o profissional saiba outra língua, o que é essencial nestes cargos.

Uma terceira língua, no caso de gestores, também não causaria aumento de salário. “Outros idiomas abrem mais oportunidades e influenciam no crescimento do profissional. Mas o salário, em si, não aumenta por isso, uma vez que essas línguas atualmente não têm muita aplicação no dia-a-dia”.

(*) Glauber Halt Cabral– Sócio da www.escoladevendedores.com.br

Qual o Significado do Trabalho em Minha vida?
Trabalhar é uma de nossas principais atividades, pois exige de nós um importante investimento de energia e tempo para sua realização. Seja motivado p...
Afinal, o que é proatividade?
Trata-se de um dos conceitos mais confundidos no mundo corporativo. Tornou-se um jargão, uma palavra utilizada a todo o momento e, na imensa maioria ...
O que é preciso para ser um bom Vendedor (a), um Vendedor de Sucesso?
Muita gente me pergunta: “o que é preciso para ser um bom vendedor, um vendedor de sucesso?” Nesses tantos anos em que trabalho com vendedores já ouv...
Como pedir um aumento de salário de maneira madura e eficiente
O novo ano está aí e sabemos que você deve estar com muitos planos e expectativas. Seguramente uma delas é ganhar mais dinheiro. Você tem algumas opç...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions