A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

11/04/2012 16:20

ALL Logística recebe multa milionária por derramamento de combustível

Fabiano Arruda
Um dos vagões, tombados no local, derramou pelo menos 67 mil litros de óleo diesel, segundo a PMA. (Foto: Divulgação) Um dos vagões, tombados no local, derramou pelo menos 67 mil litros de óleo diesel, segundo a PMA. (Foto: Divulgação)

Policias da PMA (Polícia Militar Ambiental) de Três Lagoas multaram a ALL (América Latina Logística) em R$ 1,81 milhão por derramamento de combustível no município de Três Lagoas.

Veja Mais
ALL diz que adota providências sobre derramamento de combustível
No primeiro mês de piracema, PMA registra aumento de 100% nas apreensões

Os policiais chegaram ao local após denúncia anônima, que apontava um descarrilamento de vagões de combustível próximo à estação de Gigante, onde foram encontrados cinco vagões tombados.

Segundo informações da PMA, no local, foi constatado vazamento de combustíveis de um dos vagões que se rompeu e derramou ao solo, pelo menos, 67 mil litros de óleo diesel em ambos os lados da ferrovia, o que gerou risco de incêndio.

O acidente ocorreu no último domingo por volta das 11 horas. Ainda conforme informações da corporação, “a empresa não havia informado ao poder público, demonstrando má fé e, ainda descumprindo o que prevê a Licença Ambiental de Operação (LO), que a obriga a avisar as autoridades, logo que haja qualquer acidente”.

O óleo diesel ofereceu risco de atingir o lençol freático no local, onde há uma represa há cerca de 300 metros. Os funcionários também tinham removido o combustível dos vagões intactos para outros vagões, ainda conforme a Polícia. Os trilhos estavam em péssimas condições.

As causas do acidente não foram identificadas. A empresa foi multada em R$ 1,8 milhão por infração contra a administração pública, neste caso, não informar às autoridades ambientais sobre o acidente.

O responsável pela ALL ainda foi notificado a apresentar plano de recuperação de área degradada, além de remover todo o óleo derramado e aplicar tratamento adequado. Segundo a PMA, eles ainda responderão por crime de poluição em que a pena pode chegar a quatro anos de reclusão.

A reportagem entrou em contato com a assessoria de imprensa da ALL, que ficou de dar posicionamento sobre o assunto.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions