A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

19/08/2014 16:27

Aparição de onça-pintada surpreende funcionários de hotel

Priscilla Peres
Em 14 dias, sete onças-pintadas já foram vistas em Corumbá. (Foto: Comitê de Incêndios Floresta)Em 14 dias, sete onças-pintadas já foram vistas em Corumbá. (Foto: Comitê de Incêndios Floresta)

As onças-pintadas continuam a assustar a população e atrair olhares de curiosos em Corumbá - distante 419 km de Campo Grande. Na manhã de hoje, por volta das 5h, duas funcionárias do restaurante se depararam com o felino no jardim do hotel Gold Fish, em frente aos quartos dos hóspedes. 

Veja Mais
Tempestade e fortes ventos devem atingir MS nesta quarta, alerta instituto
Durante a chuva de terça-feira, 69 mil raios atingiram Mato Grosso do Sul

De acordo com funcionários do hotel, a onça foi vista no momento em que as moças chegavam para trabalhar. O susto foi tanto que nem deu tempo de registrar o momento por meio de fotos ou vídeos. O Gold Fish fica na entrada do município de Ladário, próximo ao rio Paraguai e distante 4,6 km do centro de Corumbá.

De acordo com o Corpo de Bombeiros do município já são sete onças-pintadas vistas na área urbana de Corumbá, desde a primeira aparição em 6 de agosto. De lá pra cá, praticamente todos os dias os felinos ou os rastros deles foram vistos em alguma região da cidade e uma comissão montou uma operação para tentar capturar os animais.

O presidente do Comitê de Incêndios Florestais de Animais Silvestres, major do Corpo de Bombeiros Fábio Catarineli, as onças estão buscando refúgio na cidade devido à cheia do rio Paraguai. "Estamos no 14° dia de procura às onças com o objetivo de tentar capturá-las para levar para regiões mais afastadas, dentro do Pantanal", diz.

Apesar de sete onças já terem sido vistas na área urbana de Corumbá, o major explica que duas delas inspiram mais atenção por serem vistas em regiões mais centrais. "Essa que apareceu hoje no hotel provavelmente é a mesma que foi vista na avenida Rio Branco. Estamos fazendo o monitoramento constante delas", explica Catarineli. Ao menos 15 pessoas entre bombeiros, pesquisadores e policiais ambientais estão envolvidos na operação.

Funcionários do Gold Fish afirmam que estão apreensivos com a presença do animal nas proximidades, mas que muitos hóspedes e turistas foram até o local no intuito de ver a onça. O major Catarinelli afirma que a atitude é perigosa e é preciso cautela com os felinos. "Elas tem apresentado ação de fuga quando avistam os humanos, mas não podemos esquecer que é um animal selvagem e que o instinto deles é de reagir ao se sentir acuado".

No hotel serão realizadas oficinas para orientar os funcionários a tomar alguns cuidados, como andar sempre acompanhado e evitar se aproximar dos animais ao encontrá-los. Para visitantes e turistas, o corpo de bombeiros lembra que não da para esperar uma reação de animal doméstico. "Elas não vão ficar paradas para tirar fotos e é preciso tomar muito cuidado com as crianças, para que não andem sozinhas e nem tentem tocar nos felinos", explica o major.

Atração - Diferente dos funcionários do hotel e moradores, que estão amedrontados com a aparição das onças-pintadas, a empresária Samah Ziad fez uma selfie com uma delas ao fundo cruzando o rio Paraguai, próximo a Baía do Tuiuiú, em Corumbá.

Ela passeava de barco quando fez o registro do animal em seu habitat natural no início da tarde de ontem (17). “A sensação é única, me sinto privilegiada de ver um animal tão lindo de perto”, resume. A empresária também filmou a onça. Confira o vídeo.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions