A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

17/01/2013 12:49

Após denuncias de catadores, Prefeitura vai mandar equipes ao lixão

Aline dos Santos e Mariana Lopes
Bernal disse que vai averiguar denúncia de catadores. (Foto: Luciano Muta)Bernal disse que vai averiguar denúncia de catadores. (Foto: Luciano Muta)

A prefeitura de Campo Grande vai enviar equipes ao lixão, reaberto por decisão judicial na última terça-feira, para verificar a denúncia de que o lixo não está sendo descartado na área de transição, onde os catadores coletam o material reciclável.

Veja Mais
Dois dias após reabertura, catadores dizem que não há o que tirar do lixão
Contra reabertura, MPT faz vistoria no lixão, aterro e usina de triagem

Na manhã desta quarta-feira, os trabalhadores relataram que estão de braços cruzados porque os caminhões da coleta descartaram o lixo diretamente no aterro sanitário. O prefeito Alcides Bernal (PP) afirmou que vai enviar técnicos da Seintrha (Secretaria de Infraestrutura, Trabalho e Habitação), Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano) e da assistência social para verificar a denúncia.

"O material tem que ser depositado no local onde eu determinei e a Justiça garantiu. Para que possam fazer o trabalho lá", disse o prefeito. Reaberto após o fechamento em dezembro de 2012, quando completou 28 anos em atividade, o lixão funciona com novas regras.

Os catadores não têm acesso à montanha de detritos e o funcionamento vai das 8h às 18h. O superintendente da CG Solurb, Élcio Torres, disse ao Campo Grande News que o lixo foi descartado na área de transição. Segundo ele, apenas o excedente foi destinado ao aterro sanitário. 

A empresa vai receber R$ 1,3 bilhão da prefeitura para fazer gestão do lixo nos próximos 25 anos. A licitação é investigada pelo MPE (Ministério Público Federal) e Bernal cogita anular o procedimento.




Enquanto a prefeitura não rever essa licitação - não tem solução...por uma razão muito simples: a coleta seletiva (de acordo com o edital) nos bairros de CGR é insignificante, ou seja o lixo continuará a chegar ao aterro sem nenhuma separação prévia. A ampliação da coleta seletiva é a única solução para comerçarmos a minimizar o risco de formarmos rapidamente um outro lixão no aterro!!!!! E a prefeitura não pode se eximir de fazer campanhas educativas intensas pra que a coleta seletiva realmente seja implantada. Há milhões de estratégias bem sucedidas por aí afora: Curitiba, Porto Alegre, etc...
 
Marcos Santos em 17/01/2013 14:26:15
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions