A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

28/02/2016 08:21

Após três meses de pesca proibida, Piracema termina hoje em rios de MS

Caroline Maldonado
Polícia Militar Ambiental ampliou fiscalização durante a Piracema (Foto: Divulgação: PMA)Polícia Militar Ambiental ampliou fiscalização durante a Piracema (Foto: Divulgação: PMA)

Termina a meia-noite de hoje (28) o período de defeso, mais conhecido como Piracema, nos rios de Mato Grosso do Sul. Com isso, após três meses de fiscalização especial, fica liberada a pesca no Estado, exceto em rios onde a proibição é permanente.

Veja Mais
Piracema termina no próximo domingo, mas há rios com proibição permanente
Durante piracema, comerciante é preso com carga ilegal de 2 mil iscas vivas

Apesar do fim da Piracema, que começou no dia 5 de novembro, não se pode pescar para consumo ou venda no Rio Negro, em trecho situado na confluência com o Córrego Lajeado, próximo à cidade de Rio Negro até o brejo existente no limite oeste da Fazenda Fazendinha, no município de Aquidauana.

Também é proibido pescar no Rio Perdido, em toda a extensão, que abrange os municípios de Bonito, Jardim, Caracol e Porto Murtinho e no Rio Abobral. Nestes locais, está permitido somente a modalidade pesque-solte. O pescador tem que devolver o peixe ao rio logo depois de capturá-lo.

Nos demais rios do Estado, a pesca será liberada depois da meia-noite. Em Operação Especial neste período, a PMA (Polícia Militar Ambiental) apreendeu mais de 452 kg de pescado, autuou 30 pessoas e aplicou multas que somam quase R$ 70 mil, somente até o início deste mês. O valor das multas dobrou em relação ao ano passado, de R$ 33.940 para R$ 69.260. Vários infratores que foram autuados durante essa piracema eram reincidentes, o que dobra o valor da multa.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions