A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

23/05/2014 14:40

Arara-azul, tamanduá-bandeira e onça-pintada ainda podem ser extintos

Viviane Oliveira
A arara-azul está na lista de animais ameaçados de extinção. (Foto: Cleber Gellio) A arara-azul está na lista de animais ameaçados de extinção. (Foto: Cleber Gellio)
Tamanduá-bandeira passeando no parque Jacques da Luz, nas Moreninhas, em Campo Grande. A foto foi tirada pelo leitor do Campo Grande News,  Roni Stoinski, em janeiro deste ano. Tamanduá-bandeira passeando no parque Jacques da Luz, nas Moreninhas, em Campo Grande. A foto foi tirada pelo leitor do Campo Grande News, Roni Stoinski, em janeiro deste ano.

Uma lista com mais de mil espécies da fauna brasileira, que correm risco de extinção foi apresentada ontem (22), durante a solenidade do Dia Internacional da Biodiversidade, em Brasília. Na lista, estão três animais bastante conhecidos em Mato Grosso do Sul: a arara-azul, o tamanduá-bandeira e a onça-pintada.

Veja Mais
Instituto Arara Azul inicia trabalho de monitoramento de ninhos
Instituto Arara Azul inaugura Ponto de Cultura hoje em Campo Grande

O Ministério do Meio Ambiente e o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade anunciaram medidas de ampliação e incentivo à conservação das espécies da fauna.

Os ambientalistas querem avançar na proteção das espécies, principalmente as que tiveram a situação agravada e as que ainda não foram contempladas pelo PAN (Planos de Ação Nacionais para Conservação das Espécies Ameaçadas de Extinção).

Representando Mato Grosso do Sul, a bióloga e fundadora do Instituto Arara Azul, Neiva Guedes, esteve no evento. Do total de 7,6 mil espécies brasileiras, analisadas por especialistas do mundo todo, entre 2010 e 2014, 1.051 correm o risco de extinção, o número significa 14% das espécies.

Entre as espécies ameaçadas, 73%estão sob regime de proteção, em unidade de conservação ou dentro de um plano de Ação Nacional. A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, assinou portaria que permite a aplicação de recursos de compensação ambiental, em até 10%, em atividades para a conservação de espécies ameaçadas.

No encontro, também foi apresentado, um conjunto de medidas destinadas a proteger toda a fauna brasileira, como a criação de uma força tarefa especial dedicada ao combate ao tráfico ilegal das espécies ameaças de extinção.

Arara azul - Com o desafio de devolver à natureza mais aves da espécie ameaçada de extinção, o Instituto Arara Azul já existe há 14 anos. O Projeto é realizado no Pantanal, principalmente em Mato Grosso do Sul e esporadicamente em Mato Grosso.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions