A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

22/07/2014 17:30

Calopsitas "fogem" de casa após vendaval e estão desaparecidas

Mariana Lopes
As calopsitas fugiram da gaiola, que foi destelhada com o vendaval (Foto: Arquivo pessoal)As calopsitas fugiram da gaiola, que foi destelhada com o vendaval (Foto: Arquivo pessoal)
Yuri é o xodó do ateliê da artista plástica (Foto: Arquivo pessoal)Yuri é o xodó do ateliê da artista plástica (Foto: Arquivo pessoal)

Desde o vendaval que atingiu Campo Grande na última quinta-feira (17), cinco calopsitas da artista plástica Ana Ruas fugiram da gaiola onde costumavam ficar, no ateliê dela, localizado no bairro Carandá Bosque,  em Campo Grande. Das aves, duas foram encontradas e três ainda estão desaparecidas.

Veja Mais
Em 7 dias, choveu 56% do esperado para o mês em município do interior
Quinta-feira de tempo instável, com chuvas durante todo o dia e máxima de 37ºC

Segundo a artista plástica, o vento forte destelhou parte da gaiola, deixando as calopsitas livres. Das nove que ficam no espaço, cinco fugiram. A maior preocupação da dona das aves é de algum predador atacá-las, De acordo com a descrição de Ana Ruas, são duas calopsitas cinzas com a cabeça amarela e uma com a penagem mais clarinha.

Na manhã de domingo (20), as aves que ainda estão desaparecidas foram vistas na região do bairro Carandá Bosco, perto do ateliê da artista plástica. Uma pessoa que passava pelo local ouviu o canto do pássaro e tirou uma foto, encantado com a beleza.

A informação chegou até Ana Ruas, que levou uma das calopsitas em uma gaiola para tentar atrair, através do canto, as aves desaparecidas. Mas a tentativa foi frustrada. “Como elas não vão encontrar outras da mesma espécie soltas por aí, qualquer canto vão atraí-las, então, se estiverem por perto, seguirão o canto das outras”, explica.

Mesmo sem desmerecer o carinho que tem por todas as aves, a artista plástica não faz cerimônias para afirmar que o “xodó” de todo os frequentadores do ateliê é o caçula Yuri. “Ele é mais mansinho, já foi fotografado com diversas crianças, certamente, tentará entrar na casa de alguém”, descreve.

Em rede social, a artista plástica Ana Ruas faz o apelo: “Se alguém avistar, favor avisar”. O telefone de contato é o 9202-4095.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions