A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

06/02/2014 22:09

Com aval do Exército, Fórum de Meio Ambiente vai fiscalizar área desmatada

Filipe Prado

Após reunião na tarde de hoje (6), o CMO (Comando Militar do Oeste) aceitou que o Fórum do Meio Ambiente realize uma visita a área desmatada para fiscalizar o local. De acordo com o coordenador do Fórum de meio ambiente e desenvolvimento sustentável de Mato Grosso do Sul, Haroldo Martins Borralho, a visita será feita por membros do fórum e o vereador Eduardo Romero (PT do B), presidente da Comissão de Meio Ambiente da Câmara de Vereadores.

Veja Mais
Jiboia de 1,5 metro é encontrada dentro de armário no Monte Líbano
Sucuri de 4 metros é encontrada em hotel, enrolada a filhote de cachorro

Borralho relatou que a visita ainda não tem data definida, mas o Exército aceitou a verificação. “Também temos uma proposta de audiência pública para discutir o impacto na vizinhança”, contou.

Amanhã eles farão outra reunião para definir as ações necessárias para a visita e a audiência pública. “Esse é um instrumento legal, participativo e democrático”, afirmou o coordenador do fórum ambiental.

Caso – A construção do 9º Bcom, que vai ocupar 21,5 dos 360 hectares, foi motivo de polêmica entre moradores da região e ambientalistas, que viram parte da flora ser desmatada para dar lugar ao novo batalhão do Exército.

No entanto, o CMO já apresentou a licença expedida pelo Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais renováveis). Além da aprovação do órgão ambiental, as Forças Armadas Brasileiras não precisam de licenciamento ambiental para supressão vegetal, conforme lei complementar 97/1999.

A prefeitura de Campo Grande também pretende fazer no local um hospital e um terminal, ambos do lado oposto da área onde ficará o Bcom. Os 360 hectares do Exército formam um quadrilátero, compostos pelas avenidas Euler de Azevedo, Tamandaré, Fernando de Noronha e Presidente Vargas.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions