A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

26/04/2012 11:38

Com efetivo de 300 homens, PMA inicia amanhã operação Dia do Trabalhador

Francisco Júnior
 A ação, que vai terminar às 8 horas de quarta-feira (2), vai contar com um efetivo de 300 homens. A ação, que vai terminar às 8 horas de quarta-feira (2), vai contar com um efetivo de 300 homens.

A PMA (Polícia Militar Ambiental) deflagra, a partir das 12 horas desta sexta-feira (27) a “Operação Dia do Trabalhador”. A ação, que vai terminar às 8 horas de quarta-feira (2), vai contar com um efetivo de 300 homens.

Veja Mais
Fim de semana em MS terá tempo instável com possibilidade de chuva
Quatro cidades de MS estão entre as 100 que mais desmatam florestas

Diferentemente do ano passado e do ano de 2010, em que o dia 1º ocorreu respectivamente em um domingo e em um sábado, este ano, o dia do trabalho será na terça-feira, caracterizando um feriado prolongado, pois o Estado decretou ponto facultativo no dia 30, fator que contribui com o aumento do número de turistas de fora, e do Estado praticando pesca nos rios e a fiscalização será dobrada, no intuito de se prevenir a pesca predatória.

Além da pesca predatória, as 25 subunidades da Polícia Militar Ambiental no Estado estarão intensificando a fiscalização em suas respectivas áreas. Serão desenvolvidas barreiras e combate ao desmatamento, exploração ilegal de madeira, caça, carvoarias irregulares e outras crimes ambientais, com visitas às propriedades rurais.

Conforme a assessoria, cinco equipes de Campo Grande estarão itinerantes, em fiscalização em área não definida, fiscalizando todos os tipos de crimes e infrações ambientais, como ocorreu durante a operação semana santa.

O efetivo de Coxim, Corumbá e Miranda, Três Lagoas, Sonora e Aquidauana serão reforçados. Atenção especial será dada ao rio Aquidauana, tendo em vista ser um rio bastante piscoso, com várias cidades lindeiras, com tradição de pesca desportiva e profissional, bem como a existência de vários hotéis pesqueiros e de ranchos de lazer. Este foi o rio em que houve mais autuações durante a operação Semana Santa realizada no mês passado.

Na operação dia do trabalhador do ano de 2009, que foi o ano em que houve feriado prolongado, foram 23 pessoas autuadas e a PMA aplicou R$ 35,2 mil em multas.

O Comando da PMA alerta às pessoas, para que se utilizem dos recursos naturais dentro do que permite a legislação, pois as penalidades administrativas e criminais são pesadas. As multas podem chegar a R$ 50 milhões e as penas criminais, até 05 anos de reclusão.

Informações de como retirar a licença de pesca e outras informações ambientais estão no site da PMA – www.pma.ms.gov.br e no link do site da Polícia Militar – (www.pm.ms.gov.br). Todas as subunidades da PMA também disponibilizam o manual do pescador, com toda a legislação de pesca para as bacias do rio Paraná e Paraguai.

Na parte criminal, as pessoas são encaminhadas às delegacias de polícia, autuadas em flagrante delito e, poderão, se condenadas, pegar pena de um a três anos de detenção (Lei Federal 9.605/1998). Na esfera administrativa, a multa é de R$ 700,00 a R$ 100.000,00, mais R$ 20,00 por quilo do pescado irregular (Decreto Federal 6.514/2008). Ainda cabe apreensão de todo o produto da pesca, petrechos, veículos, barcos e motores.




A PMA tem um efetivo muito pequeno em relação ao que realmente deveria ter para poder atuar de forma completa no estado na minha opninião, espero que um dia eles possam receber realmente um numero expressivo de soldados para combater a criminalidade referente ao nosso meio ambiente e zelar pelo nosso maior bem aqui no estado que é o Pantanal.
 
Diego Souza em 26/04/2012 12:35:46
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions