A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

07/07/2011 14:18

Com lesão na coluna, filhote de onça parda atropelado foi sacrificado

Aline dos Santos
Filhote foi atropelado por caminhão na BR-359. (Foto: Divulgação)Filhote foi atropelado por caminhão na BR-359. (Foto: Divulgação)

Com lesão na coluna, o filhote de onça parda que foi atropelado na BR-359 teve que ser sacrificado. Ontem, exames de radiografia mostraram a fratura e o diagnóstico foi de paraplegia.

O animal já não conseguia mais se levantar. A eutanásia foi realizada em seguida. A fêmea tinha aproximadamente quatro meses de idade e pesava 8,7 quilos.

O felino foi atropelado na última terça-feira, próximo a Alcinópolis.

Primeiro, o filhote foi socorrido pelo caminhoneiro que o atropelou e depois foi levado pela PMA (Polícia Militar Ambiental) para Coxim. Por fim, foi trazido para o Cras (Centro de Reabilitação de Animais Silvestres), em Campo Grande.

Conforme o site de notícias do governo, somente neste ano, o Cras contabiliza mais de vinte casos de animais silvestres vítimas de atropelamentos nas estradas de Mato Grosso do Sul. A lista inclui onças pardas, quatis, capivaras, jaguatirica, lobinhos, tamanduás, veados, cotias, gambás e cágados.

A médica veterinária Roberta Martins Humberg lembra que alguns cuidados dos usuários das vias podem ajudar a evitar o atropelamento dos animais silvestres, como redobrar atenção nas estradas à noite, obedecer à sinalização e respeitar as velocidades máximas indicadas.

Conforme a veterinária, é indicado não manter contato direto com o animal, para evitar a transmissão de possíveis doenças e acidentes com mordidas e arranhaduras.




Hummmm !!! caso muito interessante esse de MS, nunca havia visto tal decisao,tao rapida como essa efetuada pelo cras de MS
Inclusive em MAringa ah um caso semelhante(patas dianteiras), e ainda estao pesquisando sobre o assunto
 
Antonio Pereira Gomes em 23/07/2011 11:05:12


Sr Newton Netto
Nao entendi quando Vossa Senhoria afirma que estou fazendo serias acusaçoes, Pelo contrario, apenas estou pasmo com um fato apresentado.
Nao cabe ,justificativas ou provas como o senhor reintera e seu email..OFato da Eutanasia do Animal existiu....Relatado por Orgaos competentes,imprenssa, e esta ao alcance de qualquer cidadao..como eu e Vossa Senhoria
A imprenssa Livre como sempre foi desde a epoca da finada ditadura apresentou o fato de maneira, transparente e profissional... Assim como foi a titude das pessoas envolvidas no fato da eutanasia do animal, que tambem dizem que foi uma atitude profissional
Longe de minhas pretenssoes acusar alguem ,que estudou pesquisou e tomou a atitude da eutanasia do aninal..... Apenas fiquei prerplexo sobre o assunto..,assim como muitas pessoas que assinam comentarios sobre o assunto
Mas... !!! sabe que Vossa Senhoria tem razao em um ponto !!! onde diz "permitindo ampla defesa aos profissionais ora acusados. Creio ser essa a maneira mais justa e eficiente de se colocar fim a essa discussão, que se mostra um tanto inócua enquanto limitada a esse veículo de alcance deveras limitado."
Excelente ideia !!..vamos mais longe
Ah !!!ja estava me esquecendo !!!!
1-esse Veiculo de informação e o maior site de informação de nosso Estado do MS
2- Nunca recebi um email sequer das pessoas envolvidas ??? e estou esperando ??
3- "Inócua" Transverbo que foi abolido de nossa Lingua Portuguesa

E por fim, sera que o cras esta cuidando bem da onça fujona (fugiu 2 vezes), pois como faço parte da população de CG ,fico preocupado pelo que pode acontecer se ela fugir de novo, das maos de tao competente cras....
 
carlos alberto em 23/07/2011 10:04:19
Caro Sr Carlos Alberto,

Creio que caberia ao senhor, que faz sérias acusações, bem fundamentá-las. Apresente-nos o senhor, a justificativa, as provas e a fonte que lhe dão tanta convicção ao seu julgamento. Ou melhor, apresente essas provas a um órgão competente, que possa proceder um julgamento justo, permitindo ampla defesa aos profissionais ora acusados. Creio ser essa a maneira mais justa e eficiente de se colocar fim a essa discussão, que se mostra um tanto inócua enquanto limitada a esse veículo de alcance deveras limitado.

 
Newton T. Netto em 12/07/2011 04:55:32
Não sei...se fui onça em outra encarnação, não me lembro, mas se fosse essa onça, eu gostaria de correr livre pelas matas, de beber uma água limpa e fresquinha e de vez em quando comer uma paca suculenta, porém viver dentro de uma jaula, me arrastando...jamais. Ao contrário de comentários infelizes, acho que foi de grande sensibilidade a decisão de fazer a eutanásia e sei que isso foi muitíssimo mais doloroso aos profissionais que trabalham no CRAS. Parabéns pelo trabalho de vcs...sempre.
 
Luciana Villamaina em 08/07/2011 12:49:14
Papinho fiado esse de dificuldades em cuidar desse animal, qualquer animal criado desde novinho junto, fica manso, claro que precisa de carinho, coisas que vcs não tem muito com os animais (tipo, um monte de papagaios em uma mesma gaiola).

Com tanta tecnologia os caras praticando isso, agora o assassino que mata não pode ser executado, o ladrão que rouba não pode perder a mão e o policial que executa um ladrão, esse ta ferrado.

 
João Luís Flores - Uma vergonha essa execução!! em 08/07/2011 12:45:06
Almir Barbosa, Ja que esta com tanta convicçao e interado sobre o assunto poderia nos informar entao ??? quem sabe a sua justificativa seja a certa onde eu teria a humildade de reconhecer o meu erro de julgamento :-
Poderia se manifestar e esclarecer o assunto para nos por favor !!!! o seu fundamento , a base de sua convicçao e por fim a fonte.
Ficaria imensamente agradecido se assim o fizer para que possamos de uma vez por todas encerrar esse assunto
desde ja agradeço a sua atençao!
 
carlos Alberto em 08/07/2011 11:26:08
Parabens Sr. Elson pelo seu comentário, e que essas pessoas mal informadas e sem noção, se interem primeiro do assunto antes de criticar e principalmente fazer comparações absurdas.
 
Almir Barbosa em 08/07/2011 11:00:00
Ezio Jose, desculpe mas acho que nao entendeu !!
mas quero te perguntar :
- Se um dia tiver em um hospital e o medico falar que sua filha esta com problema de paraplegia, voce o autorizaria a executa-la
Sei que se trata de um animal e nao de um ser humano,
Mas te faço outra pergunta, catolco como sou
Porque DEUS pediu a Noe que embarca-se antes do diluvio um casal de animais assim como noe e toda sua familia ???
entendo que seria para preservar a humanidade, onde concluo que todos somos importanntes para a cadeia evolutiva do ciclo da terra
e ninguem tem o direito de executar ninguem
 
carlos Alberto em 08/07/2011 10:39:04
nossa pq mataram o felino
se fosse uma pessa iriam matar tbm???
existem meios e adaptações para que esse animal tivesse uma vida "normal"...
 
Cesar Augusto Brites em 08/07/2011 09:19:37
Caros Solidarios a gatos e cães...
Todos os funcionarios do CRAS tambem em suas casas cães e gatos abandonados inclusivel com leishimania. Tratar de uma onça não é o mesmo procedimento. Ja pensaram em dar remedio e alimento na boca de uma onça. O pior ainda é ter que anestesiar todo momento de manejo, isso é destruir toda ela por dentro. Fizemos sim todos os exames possiveis no animal. Constatou lesão nas vertebras e comprensão em diversas partes da medula espinal. Um leão pode se tornar docil como um cachorro, como varios casos que vemos cães e leões conivendo junto. Mas uma onça não se amansa assim. Será que dona Michelle Andrade, dona Nery, dona Kelly, dona Neyde e o Sr Carlos Alberto ja vieram ao CRAS e se interaram das nossas ações? Se ainda não. Estão convidados e viver nossa realidade. Assim ver outras onças que tambem tanto lutamos para salvar. E que estão aqui no CRAS com sequelas sérias que impedem de voltarem a natureza e que nenhum zoologico ou criadouro particular aceita. E olhem que o objetivo do CRAS é "receber, tratar e destinar animais silvestres" e NÂO mante-los aqui para sempre. Aqui não é zoologico e nem temos estrutura para isso. Tambem temos outros animais que são mantidos aqui, como uma jaguatirica sem uma perna, um veado sem uma mão. várias aves sem asas e cegas e tantos outros animais.
Gostaria que essas pessoa realmente assumisse seu compromisso e responsabilidade. Venham até o CRAS e não se escondam atras de nomes e emails ficticios.
 
Elson B. dos Santos em 08/07/2011 09:19:10
Os comentários e críticas feitas ao meu ver maldosas aos técnicos do CRAS. o que tenho a dizer é o seguinte, vcs não tem conhecimento da realidade pois eu mesmo participei do transporte do animal para avaliação e constatou-se que o mesmo estava com várias lesões irreversiveis. Manter o mesmo vivo seria aumentar seu sofrimento. Pois tinha movimentação limitada. Antes de criticar se interar melhor do assunto.
 
Nilson André dos Santos em 08/07/2011 09:15:10
Sr Elson
Conheço bem o trabalho do CRAS e continuo firme no que disse a respeito, os senhores tem animais em casa também? Otimo! pior seria se não os tivessem ;seria até estranho né ... Estão cuidando de animais com problemas graves? Não fazem mais que a obrigação de vc´s, recebem e bem para tal.
Ah e só para você saber meu nome não é ficticio. Meu e-mail não é falso, duvidas procure a equipe do campo grande news e tente me contatar.
Grata
 
Kelly Oliveira em 08/07/2011 08:51:56
oii meu nome é Rayssa ... fiquei com muita pena do felino
meu sonho e ser veterinaria .. espero um dia entender de animais
e quando esse dia chegar procurarei soluçoes viaveis para u8m caso como esse
antes de tomar uma atitude tão séria, como essa mais ainda não sou formada
por isso não critico a decisão dessa pessoa.
 
Rayssa de Oliveira De Rezende em 08/07/2011 03:04:21
Existem certas situações que nos deixa sensibilizados, mas acredito que medidas dessa forma devem ser tomadas. Um animalzinho desse jamais iria ter a liberdade de locomoção que poderia ter e por seus instintos em ação. É uma pena, mas creio que não teve outra alternativa. Mesmo com o coração constrito, temos que aceitar.
 
Ezio José em 08/07/2011 01:22:12
Covardia desses veterinários. Olha a carinha da oncinha, linda. Assassinos. Queria ver se fosse um filho de vocês, o que vocês fariam ...... Covardes.
 
Adenilson JOsé Rebeque em 07/07/2011 10:09:07
Como é fácil determinar a morte de um animal, assim evita-se trabalho, não se tem mais gastos, como é fácil decidir quem vive e quem morre, será que o animal não poderia viver no CRAS, sendo cuidado e servindo de exemplo que quando se quer, se faz, será tão difícil criar-se uma adaptação para o animal, seria um belo gesto de solidariedade, lamento e sinto vergonha pelo que a TURMINHA DO CRAS fez.
 
Nery P. Ribeiro em 07/07/2011 08:06:05
Concordo com a Michelle e o Carlos Alberto.Sou radicalmente contra a eutanásia e também a matança de cães,aos invés do mosquito da Leshimaniose.
Porque esses veterinários, optaram por tirar a vida do animal,sem fazer uma bateria completa de exames?foi muito rápido a decisão.Já vi muitos animais, em situações de quase completa falência,mas com profissionais comprometidos com vidas,que não desistiram nunca.Alguns desses bichos foram completamente recuperados, outros ficaram VIVOS,com suas sequelas e aprenderam a lidar com a deficiencia.
Duvido se o Dr.Kavisk e sua grande equipe(clínica São Bernardo) de Curitiba, a Drª Rosana Estrada (clinicou 18anos e hoje trabalho só com reabilitação animal/Acunpultura e Fisioterapia/Zhen Vet/ www.zhenvet.com.br ) iriam MATAR o bichinho.Acredito em vários outros profissionais,mas pena que a bela oncinha, não teve a SORTE de cair nas MÃOS desses SALVA VIDAS.
Carlos,adorei seu relato identifiquei-me na sua história de amor e dedicação aos animais.Com certeza é uma pessoa abençoada.Já fiz por animais, o que até Deus duvida.Cuido de 27 animais só em C.Gde e sempre empurro alguns para fazenda,rs,rs,rs... fazem uso de boa ração (doi no bolso,mas o carinho deles faz a recompensa), neles só bons profissionais colocam as mãos.
Segundo meus pais, minha paixão por animais começou por volta dos 3 anos de idade. Tentei Medicina Veterinária,mas tive problema com as aulas laboratoriais(sangue,animais cobaias...). Mas cresci no meio de médicos veterinários e zootécnicos. Isso, deu-me uma certa prática devido a vivência . Portanto, sou crítica em alguns procedimentos realizados por certos profissionais.
Quanto a ONCINHA em pauta, lembrou um gato atropelado que encontrei dentro de um esgosto (Giocondo Orsi), estava muito sujo, podre de urina, só rastejava e miava, meu carro ficou um horror. O caso dele era muito grave, mas foi tratado e ficou feliz junto aos demais animais. Movia só as duas pata da frente,foi doado e continua vivo.O acidente foi há 3anos e 9 meses. O que mais marcou nessa história, foi quando o levei embora e soltei junto a outros gatos, antes de receber atendimento por um veterinário, seus olhos brilhavam muito, parou de miar e ficou só olhando os demais bichos. Já ambientado tomou água e fez sua primeira alimentação.

 
neyde de oliveira em 07/07/2011 07:45:43
Faço minhas as palavras de Michele Andrade. E ai? Vocês sacrificariam um humano por paraplegia???
Brasil, meu Brasil brasileiro [...]
 
KELLY OLIVEIRA em 07/07/2011 07:30:34
sou contra a eutásia da onça só por ficar paraplegica não significa que precisaria sacrificar o animal. existem meios e adaptações para que esse animal tivesse uma vida "normal"...Vcs sacrificariam um humano paraplégico???????
 
michelle andrade em 07/07/2011 05:42:24
Incopetencia dos veterinarios hoje foi publicado um leao na UOL que tem paralisia celebral e que esta ainda em cuidados
tenho uma bezerra na minha fazenda que criou tambem com paralisia nas patas trazeiras e cuidamos dela todos os dias com alimentaçao e agua
Incopetentes e criminosos os veterinarios, acho que a camara municipal tem que abrir uma CPI para que possam ter os culpados a essa decisao culpados
Essa noticia ja enviei a muitas redes sociais e podem esperar tera repercusao nacional
Grande erro dos Veterinarios !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
 
CarlosAlberto em 07/07/2011 05:40:02
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions