A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

11/06/2013 10:33

Condomínio cerca lago e revolta defensores de capivaras que sofrem com choques

Francisco Júnior
Lago que fica dentro do condomínio. (Foto: Divulgação)Lago que fica dentro do condomínio. (Foto: Divulgação)

Capivaras estão levando choque elétrico ao tentarem entrar no lago artificial que fica dentro do condomínio Damha 1, localizado na saída na saída para Três Lagoas, em Campo Grande.

Veja Mais
Durante a chuva de terça-feira, 69 mil raios atingiram Mato Grosso do Sul
Quarta-feira com máxima de 34ºC e possibilidade de chuvas à tarde em MS

De acordo com um funcionário do condomínio, que não quis se identificar com medo de represálias, o lago foi fechado com a cerca para evitar que os animais entrem no local.

Segundo ele, a descarga elétrica é tão forte que os animais chegam a desmaiar. “Dá a maior dó dos filhotes. Isso é um absurdo, alguém tem que tomar uma providência”, alerta o funcionário, ressaltando que a crueldade é vista principalmente no fim da tarde.

O condomínio de luxo fica ao lado da APA (Área de Preservação Ambiental) Lageado, região do bairro Maria Aparecida Pedrossian. Na área, se concentra um grande número de roedores dessa espécie, que entram no residencial pelo córrego Lageadinho.

A denuncia foi encaminhada para o Conselho Municipal de Meio Ambiente, que está apurando o fato. O vereador Eduardo Romero (PTdoB) informou que também recebeu a denuncia e que hoje irá até o condomínio para ver o que está acontecendo. “Vamos ver se isto realmente acontece. Se for verdade vamos acionar os órgãos ambientais”, informa.

O caso ganhou repercussão nas redes sociais. A capivara é um dos símbolos da cidade, sendo encontrada em vários pontos: como Altos da Avenida Afonso Pena e Lago do Amor, na região da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul). 

A Associação dos Morados do Damha 1 confirmou a instalação da cerca em volta do lago, mas negou que ela seja energizada. A entidade explica que a cerca é semelhante a colocada em fazendas, apenas repele os animas sem causar ferimentos.

A associação informa ainda que a medida foi tomada após o aparecimento de um grande número dos roedores, que destruíram jardins e invadiram residências do condomínio. 




Para mim, faltou um projeto adequado para a construção destas residências, pois sabendo-se que existem animais em regiões próximas, seria correto que no projeto fosse considerada esta situação. Se temos que parar o carro para que estes animais atravessem as vias públicas, entendo que temos que zelar por eles em qualquer ambiente. Lembremos que estamos invadindo o campo e o ambiente delas e não o inverso, afinal estamos no Mato Grosso do Sul. Elas aparecem com certa frequência também no bairro Taveirópolis e nunca ouvi dizer que alguém as maltrataram.
 
Nilson Lima em 08/07/2013 23:26:30
O condomínio fica ao lado de uma reserva ambiental, os responsáveis estão apenas impedindo que os animais entrem na propriedade, fazendo com que permaneçam assim em seu habitat pré destinado de mais de 40 hectares, local apropriado pra animais silvestres, preservando a saúde dos condôminos e também das capivaras.
 
Aline Morais em 12/06/2013 17:07:05
Um passarinho me contou que o MOTIVO MAIOR não foi a preocupação em proteger as capivaras.. e demais "animaizinhos" que frequentam o condomínio!!!
A razão maior foi que os "vizinhos" estavam estragando o PAI$AGI$MO do local!!!
Sim as capivaras estavam roendo e literalmente comendo a vegetação existente no condomínio, inclusive os JARDIN$ em área privada!!!!
Esse foi o maior problema... o resto que foi dito é apenas a tentativa de justificar o ato!!!
Existe uma área de proteção ambiental próxima, portanto inevitável a presença de animais... quem OPTOU por morar em tal região já deveria saber.... PREVIAMENTE!!!
Existem soluções mais sensatas, adaptação dos moradores a presença dos animais e adequação do tipo de vegetação utilizada evitando ou minimizando o apetite voraz dos "animaizinhos".
 
Julia Dias em 12/06/2013 14:27:59
Vanessa Maia, vc disse tudo o que eu diria,essas construtoras estão acabando com a natureza,talvez a cerca não seja um perigo para o homem mas para os filhotes podem matar, é só desativar o lago que élas não entram no condominio,mas não querem ficar sem a beleza do lago que roubaram das capivaras, então coloquem muros, grades,isso enquanto não acabarem com as cabeceiras dos rios,a gula pelo dinheiro é tanta que estão destruindo tudo,e reclamam,mudem-se voces se estão incomodados e deixem os bichinhos no lugar que é deles.
 
Teresa Moura em 12/06/2013 11:42:00
Os comentários da Ana Paiva e do Gustavo Pereira também são esclarecedores. Eu não me lembrava desse detalhe de as capivaras serem vetores de doenças silvestres - e elas não são, exatamente, sociáveis como os cães: tentem passar a mão na cabeça de uma para ver a "cara de má" que a capivara faz, rs... Sobre a região ser um antigo "pasto", cabe lembrar que lá era antigamente a Fazenda Rancharia, "floresta" não mais existia lá há décadas, pelo menos.

Os condôminos afirmam que tudo está "na lei". Sem contestar a boa intenção deles, ainda acho possível que, por defeito inesperado ou mesmo mal dimensionamento da corrente (capivara não tem o tamanho de um boi, afinal), o choque nas capivaras saia maior que o devido. Convém manter a cerca, mas quem sabe rever sua energização.
 
Marcel Ozuna em 12/06/2013 11:32:10
Gustavo Pereira, ridículo seu pobre comentário.
Tudo que tem vida, transmite algum tipo de patologia, desde que esteje doente.
Quantas doenças o HOMEM transmite? HIV, HPV, Sífilis, Tubeculose, todos os tipos de gripe, hepatite,etc.
E ai, vai isolar do mundo?
 
Juan Charlymoon em 12/06/2013 10:41:37
Em primeiro lugar, eu gostaria de fazer um reparo nas declarações do Senhor Jorge: Os quilombolas não são habitantes originários do nosso estado. Eles foram caçados e trazidos à força nos chamados navios negreiros do continente africanos nos séculos XVIII e XIX, se os livros de História estiverem corretos. Já os índios, estes sim, sempre viveram no território brasileiro, porém eram nômades, isto é, andavam de um lado para outro, de acordo com as estações do ano, em busca de caça, pesca e extrativismo vegetal (colhendo frutas) e em raras exceções, plantavam MILHO OU MANDIOCA EM ALGUM LOCAL POR ALGUM TEMPO. Já as capivaras, estas, com já disseram, são uns bichinhos bonitos de longe, pois, são portadores de diversos parasitas e não acho interessante seu convívio com os humanos.
 
João F. Lopes em 12/06/2013 05:56:36
A culpa maior é de quem vendeu aquele "paraíso" para para construção de condominio, depois, da prefeitura que aprovou o projeto. Porque, esse lago pelo que me consta, é natural, não dá para desativar.
Se eles queriam um lago, por que não construíram? Tenho certeza que os animais não iriam invadir. Eles só vão lá porque é natural e é deles.
Aqui em Campo Grande tem muita mente podre, querem invadir o habitat dos animais, mas não querem que eles venham invadir.
Tenho que parar por aqui, pois já estou ficando doente por ver tanta podridão. Sem querer, ví a notícia sobre o nosso atual prefeito. Ô povinho estúpido! Querem atrapalhar por todo meio o trabalho do prefeito.
 
Angélica Nunes Dourado em 11/06/2013 22:27:47
A classe A, se for o caso, acha que pode tudo.
Até no Ibama e polícia florestal.
Quer morar, mude para a cidade!
 
Elviria Santos Ferreira em 11/06/2013 20:14:23
Quanta desinformação, tem-se q apurar se há crueldade com os animais, lago natural, lago artificial, independe, já que a LEI DOS CRIMES AMBIENTAIS prevê punição se houver crueldade com os animais sejam silvestres ou domesticados!
 
rita de cassia em 11/06/2013 18:21:23
Em primeiro lugar: aquilo lá não é um lago, é o corrego lageado que foi represado p/eles não se sabe com autorização de quem, tem que se apurar se aquela represa esta correta, pois existe peixes naquela região, e os peixes não podem subir nem descer a represa. Tá certo ou sou louca
 
MARIA JOSÉ CARDOSO em 11/06/2013 17:44:01
Deixa eu entender... tudo isso porque as capivaras estão invadindo um lago ARTIFICIAL.
Ou seja se a construtora não fizesse o lago não haveria capivara no local, logo este não constitui um habitat NATURAL para o roedor... não é isso?
Interpretação de texto costumava ser ensinada nas escolas
 
Cláudio Fonteles em 11/06/2013 17:26:38
Cabe aqui um alerta: as capivaras são portadoras da bactéria que transmite a FEBRE MACULOSA, doença grave que pode levar à morte em poucos dias e cujo índice de mortalidade beira os 50%. Por isso, bom mesmo é manter distância desses animais.
 
Gustavo Pereira em 11/06/2013 16:59:21
Engraçado é ler os comentários onde se falam sobre invasões... De quem? Dos homens ou das capivaras? Não se esqueçam que é um lago ARTIFICIAL e não natural.
Se fosse no Jardim Itatiaia não poderiam mexer com as capivaras, pois é uma lagoa natural...
 
Roberto Manvailer Munhoz em 11/06/2013 16:39:59
DUVIDO QUE VAI DAR EM ALGUMA COISA. AONDE TEM DINHEIRO TODOS SE TORNAM
CEGOS, AINDA MAIS PREFEITURA, POLICIA AMBIENTAL, IBHAMA, NÃO VÃO FAZER E NADA, POIS LA SÓ MORA OS QUE TEM DINHEIRO. VAI VIRAR UM GRANDE NADA, QUEM PERDE SÃO OS ANIMAIS INOCENTES. TANTA MALDADE.
 
RUTH SANCHES ALAMAN em 11/06/2013 16:23:54
Existe um estudo e foi realizada vistoria para a instalação da cerca. O lago é artificial, ou seja, não haviam capivaras antes. Até porque, quem tem boa memória lembra que lá era tudo pasto antigamente. Antes de mandar os moradores denunciarem ao MP, a Defensoria, e a quem mais for, compreendam que o pedido foi feito pelos próprios moradores.
 
Ana Paiva em 11/06/2013 16:22:21
ISSO E BOM DA VIDA,VER OS BONS DA GRANA TODO CERCADO E O ANIMAL QUE PECA, CADE A PROVIDENCIA QUERO VER MESMO SE VÃO FAZER ALGO CONTRA ESTA SUJEIRA, PODE ISSO QUER CONDOMÍNIO DE LUXO AMADOS E DIREITO MAS NÃO MALTRATA OS ANIMAIS INDEFESOS, ELES NÃO TEM CULPA DA FALTA DE VERGONHA NA CARA DE TANTA COISA ERRADA CADE A PREFEITURA, CADE O MEIO
AMBIENTE, AH LEMBREI GANHAM PARA NÃO FAZER NADA, AINDA MAIS AONDE SE TEM DINHEIRO, A PODE TUDO. O JUSTIÇA QUE FALHA. TBM O DINHEIRO COMPRA TUDO ME LEMBREI.
TOMA VERGONHA NA CARA AUTORIDADE E FAÇA ALGO. OS ANIMAIS AGRADECEM.
 
ruth sanches alaman em 11/06/2013 16:20:37
Tem pessoas que escrevem sem propriedade, sem conhecimento!
A falta de informação gera a ignorância, como pode-se ver em comentários acima.
Se houve a ação é porque o condomínio foi autorizado, e quem denunciou está desinformado, e ainda não gosta de onde está. Este sim deve mudar de lá.
 
Marise Costa em 11/06/2013 16:13:11
Os defensores sofrem com choque ou as capivaras?
 
Joao Mamão em 11/06/2013 15:52:42
Que conversa fiada essa história de "os animais chegaram primeiro". Em qualquer lugar os animais chegaram primeiro! Se for assim vamos todos morar em Marte e deixar o planeta Terra para os ratos gigantes. Bando de povo tosco. Esses bichos são "bonitinhos", mas transmitem doenças, não se esqueçam disso. Quero ver a hora que acontecer algo com o filho de algum ambientalista de plantão por causa desses animais se o discurso vai ser o mesmo. CHOQUE NO RATÃO!!!
 
Paulo Afonso em 11/06/2013 15:46:53
Quanta Ignorancia e baboseira, local de animal silvestre é no mato e nao na cidade, ali no local ja é uma area urbana, pra que servem estes bichos? se querem ver animais silvestres vão para fazendas no pantanal la sim tem hoteis e pousadas que te levarão pra ver animais silvestres e selvagens, la sim é o habitat deles, aqui so servem para fazer sujeira, se proliferarem e trazerem doenças para nós humanos
 
Paulo Silverio em 11/06/2013 15:09:54
Vc. acertou na mosca Jorge Luiz. Parabéns!
 
Almir Pereira em 11/06/2013 14:55:53
o lago é do condominio se eles nao quiserem que as capivara entre la, eles fazem o que bem intende....
 
fabio ferreira em 11/06/2013 14:35:03
Esses invasores não tem jeito, primeiro invadem o habitat natural do índios, agora invadem o habitat natural das capivaras, e depois o dos quilombolas, depois do MST, e sabe-se lá o que virá depois, e tudo porque chegaram primeiro, e o pior que as pessoas também não vão poder morar em árvores, senão invadirão o habitat natural das araras. Esse páis tá uma loucura...........
 
Jorge Souza em 11/06/2013 14:15:52
Reserva Ecológica para os animais, se o lago é natural, tem que entregar para as outras capivaras, e os incomodados que se mudem
 
Ari Ferreira em 11/06/2013 13:54:13
Se não querem os animais por perto então não invadam o espaço deles!
É tão lindo ver famílias inteiras de capivaras pelas áreas onde são delas.....
Independente de ser um condomínio de gente graúda a Policia Ambiental deve tomar providências, ou será que vão esperar esses animais morrerem????
 
Marta Tomaz em 11/06/2013 13:49:11
Mais uma vez o interesse privado se opõe ao direito público. Recursos naturais podem até ser privatizados, desde que a preservação ambiental seja prioridade na execução dessas privatizações. O MP, polícia ambiental e todos os demais órgãos de conservação da preservação natural de nosso Estado devem reprimir essa tortura contra esses animais que são um dos símbolos do no Mato Grosso do Sul.
Manifesto minha INDIGNAÇÃO contra essa violência à vida silvestre da região.
 
Adriano Humberto Ferreira de Souza em 11/06/2013 13:25:09
Engraçado, as capivaras invadiram as residências? Eu acho que somos nós é quem estamos invadindo o espaço desses animais.
 
Mirtes Ramos em 11/06/2013 12:58:01
Que sejam tomadas as providencias necessarias averiguando os fatos, e preservando a saude dos animais... a uma semana passada estavamos na Avenida do Soter de carro e logo avistamos 3 capivaras saindo do matagal atravessando a avenida de um lado para o outro, nossa atitude de imediato foi parar o carro e colocar pisca alerta para avisar os demais carros que vinham no mesmo sentido, assim foi feito por outro que logo chegou, outro, outro... e elas passaram tranquilamente, foi lindo ver essa cena... a tardinha... uma pena que a emoção foi tanta que nao consegui fotografar pelo celular... . Essa foi uma historia linda, mais a um tempo ao redor do Parque das Nações no sentido via park avistamos uma capivara acidentada... e muitos carros com pisca ligado ao redor...e ao fone chamando socorro.
 
Neusa Maria Grise em 11/06/2013 12:04:56
Funcionários do DAMHA e associação de moradores!! Façam a denuncia à Defensoria Pública !!
 
mirian lima em 11/06/2013 11:58:59
Falar em "invadir o espaço dos animais" é uma baboseira ecochata tão comparável a se pregar que o homem volte ao tempo das cavernas... No entanto, convém ponderar melhor a ocupação do espaço. Reclamar que "capivara destrói jardins" pode ser ou sinal de que o jardim adotado não é adequado ao ambiente local, ou sinal de que há um desequilíbrio causado por uma "superpopulação" de capivaras. Fato: dificilmente as incorporadoras estudam os impactos ambientais dos condomínios horizontais fechados. É preciso rever isso tudo, para não prejudicar os moradores, nem agir de crueldade com os bichos.
 
Marcel Ozuna em 11/06/2013 11:55:43
O lago é natural ou foi construído pelo condomínio? Se for natural não podem fazer isso, mas se for artificial... acredito ser direito deles sim cercar para evitar a invasão. Além disso, eles afirmam que a cerca não é elétrica. Até uma perícia não vamos jogar pedra nas pessoas sem saber a verdade.
 
João Dias em 11/06/2013 11:41:30
Cortem um galho de arvore em frente de casa para ver se no outro dia a fiscalização da prefeitura não está lá para te autuar, e cadê os tais ambientalistas o Partido Verde, essa galera toda que não permite que se corte arvores que estão caindo de podres ou atrapalhando a vizinhança como aquela mangueira gigante da rua Brilhante?
 
Augusto José Meira em 11/06/2013 11:33:36
UMA CRUELDADE MESMO...CONCORDO PLENAMENTE CONTIGO RODRIGO SHIGUEMOTO, INVADIRAM SEU HABITAT NATURAL... POR FAVOR, ALGUÉM TEM QUE FAZER ALGUMA COISA... ISSO NÃO PODE FICAR ASSIM!!!!
 
Lilian Chaves em 11/06/2013 11:30:41
Engraçado, o homem invade o espaço dos animais e querem ter razão. Nos condomínios do Parque dos Poderes, sempre tem um espírito de porco, reclamando dos macaco e do surgimento de outros animais em suas casas. Se o indivíduo não gosta de animais e não quer ser incomodado, NÃO more em reservas. Essas construtoras, juntamente com algumas autoridades, levam $$$$ para cometer esses crimes ambientais(construção em reserva), por outro lado, os orgãos competentes FINGEM desconhecer a problemática.
Espero que o MP, o DECAT, o IBAMA e as Ong´s de defesa animail, manifestem contra esse CRIME absurdo...isso têm que dar mídia nacional, quero ver esse povo tirar a B...das suas poltronas e agilizar a situação.
Parabéns!!! ao cidadão que fez essa acertada DENÚNCIA, denota ser HUMANO de verdade.
 
Neyde de Oliveira em 11/06/2013 11:29:35
NA VERDADE AS CAPIVARAS NÃO INVADEM ABSOLUTAMENTE NADA, QUEM INVADIU FOI A CONSTRUTORA E SEUS MORADORES... MAS O DINHEIRO VAI FALAR MAIS ALTO, JÁ SABEMOS O FINAL DESSA HISTÓRIA.
 
RODRIGO SHIGUEMOTO em 11/06/2013 11:13:07
Isso é uma crueldade, se não querem que esses animaizinhos acessem o lago, então desative-o, pois ignorantes são os responsáveis por colocar esta cerca desumana sabendo que os pobres animais não tem a capacidade de distinguir o risco que estão correndo ao tocar nela. Peço que a equipe do Campo Grande News continue acompanhando este caso pois quero saber se os responsáveis foram punidos!!
Policia Ambiental, Help!!!!!
Tenho o maior orgulho de ser sul-mato-grossense justamente pelas belezas naturais que o estado me proporciona, isso que acebei de ler é um ato intolerável!!
 
vanessa maia em 11/06/2013 11:10:42
cadê o Ibama e o Imasul e A pOLícia Ambiental para ver isso. onde estão as autoridades. Os bichos estavam lá primeiro que os homens., Vamos verificar isso.
 
maria josé da silva em 11/06/2013 11:09:32
CADÊ A POLICIA MILITAR FLORESTAL E O IBAMA?...
 
Inocencio Amorim em 11/06/2013 11:06:37
Não vai dar em nada, pois o condomínio relacionado é de gente graúda, garanto se fosse em bairro de gente de pouca posse já estaria presa.
 
Jorge Luiz em 11/06/2013 11:05:55
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions