A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

21/09/2015 13:54

Diretora põe empresa para eliminar pombos em escola e causa polêmica

Viviane Oliveira
Dois policiais esteve nesta manhã na escola apreendo documentação referente ao contrato com a empresa de dedetização. (Foto: Pedro Peralta) Dois policiais esteve nesta manhã na escola apreendo documentação referente ao contrato com a empresa de dedetização. (Foto: Pedro Peralta)

A diretora da Escola Municipal José Mauro Messias da Silva “Poeta das Moreninhas”, na saída para São Paulo, em Campo Grande, causou polêmica ao contratar na sexta-feira (18) empresa de dedetização para combater os pombos e o caso foi parar na polícia.

Veja Mais
Seminário aborda diretrizes para coibir proliferação de pombos na Capital
Refeição servida em meio a fezes de pombos causa polêmica no Cras

Revoltada com a situação, a professora de ciências Sônia da Conceição conta que está na escola desde o ano passado e já tinha desenvolvido um projeto com garrafas pet para combater a população de cerca de 95 pombos que vive na quadra esportiva do colégio, localizado na Rua Ivo Osman Miranda, no Bairro Moreninha IV.

Porém, segundo ela, na última semana, após uma reunião com o Conselho Escolar, a diretora Dinalva Domingos de Moraes resolveu contratar a empresa para eliminar os bichos. Sônia conta que não participou da reunião, porque estava em curso e só ficou sabendo do caso neste domingo (20), quando a diretora postou no grupo dos professores via WhatsApp a seguinte mensagem: “Atenção professores de Educação física, esta semana a quadra está interditada, motivo: dedetização dos pombos. Disseram que é milagroso e estamos pagando para ver”.

A professora relata que ficou indignada com a situação e tentou conversar com a diretora sobre a legalidade da situação, mas foi ignorada. Ela, então, foi até a escola, onde flagrou pelo menos três bichos mortos. “Sou professora efetiva, lotada no laboratório de ciências e como a diretora mesma diz, sou responsável pelas questões ambientais da escola”, destaca Sônia, que acionou a PMA (Polícia Militar Ambiental).

Pombos foram encontrados mortos na quadra de esporte e no pátio. (Foto: Direto das Ruas) Pombos foram encontrados mortos na quadra de esporte e no pátio. (Foto: Direto das Ruas)
Segundo a professora Sônia, os pombos foram envenenados. (Foto: Direto das Ruas) Segundo a professora Sônia, os pombos foram envenenados. (Foto: Direto das Ruas)

De acordo com ela, a diretora cometeu crime ambiental. “Tenho pleno conhecimento que os pombos são considerados problema de saúde pública e que a permanência deles no local é um perigo para as crianças, por isso criei o projeto para manejo de acordo com a legislação vigente, mas infelizmente não consegui colocar em prática”, lamenta. Sônia contou que já tinha mais de 3 mil garrafas pet e logo colocaria o projeto em prática. 

O Campo Grande News tentou falar com a diretora na escola, mas ela disse que não foi autorizada pela Semed (Secretaria Municipal de Educação) para dar entrevista. A reportagem entrou em contato com órgão por e-mail e aguarda retorno.

Conforme o major da PMA, Edmilson Queiroz, hoje dois policiais esteve no local fazendo o levantamento e o caso será encaminhado para Decat (Delegacia Especializada em Crimes Ambientais e Proteção ao Turista) e ao Ministério Público Estadual. “A gente precisa saber se a diretora contratou a empresa para controle ou eliminação dos pombos, só depois da perícia é que vamos responsabilizar alguém”, explica.




lei 141 do Ibama de 2006 diz que se animais da fauna sinantropica (ratos,pombos etc) que estiverem causando danos ao patrimônio ou a saúde publica pode sim ser eliminados, se estou errado alguém me corrige por favor, essa é a lei do Ibama rodoviária nova os gaviões que foram contratados estão matando os pombos porque não prenderão eles? me dizem o bem maior é a vida humana se esta transmitindo doenças te q acabar mesmo, principalmente em escolas, creches, hospitais tem um povinho q não tem oq fazer pega os pombos e leva para sua casa ,tenho certeza q vc não vai gosta, a prof Sonia tenho certeza q os filhos dela não estuda nessa escola, meu filho pegou alergia dos pombos segundo o dermatologista gastei mais de 1.000 reas para tratar dele, a senhora Sonia deveria pagar para mim vc não acha.
 
oliveira em 22/09/2015 09:59:26
As principais doenças transmitidas pelos pombos são:

Criptococose
Histoplasmose
Salmonelose
Ornitose
Toxoplasmose
Dermatites
Alergias
Psitacose
Tuberculose avícola
É importante evitar o contato com os pombos de rua porque as doenças causadas por eles incluem cegueira, infecções no cérebro, dos pulmões e dos intestinos.

A forma mais comum de infecções causadas pelos pombos é feita pelas vias respiratórias, através da inalação das fezes secas depositadas nos mais variados lugares, como em carros, chãos, janelas e calçadas. Porém, outro modo de contaminação é através do piolho dos pombos que podem cair sobre as pessoas quando eles voam. parabéns a diretora que esta cuidando da saúde do seus alunos.ao contrario da prof. Sonia q não esta nem ai para os alunos,Sonia pense no próximo não em vc.
 
oliveira em 22/09/2015 09:38:07
O problema é que de acordo com o código do meio ambiente, os pombos assim como os morcegos transmissores da raiva( mesmo sendo pragas urbanas) são considerados animais silvestres e portanto qualquer pessoa que eliminar um único desses animais pode pegar até 7 anos de cadeia.
 
Lopes em 22/09/2015 08:21:03
O problema é que de acordo com o código do meio ambiente, os pombos assim como os morcegos são considerados animais silvestres, e portanto qualquer pessoa que eliminar um único animal pode pegar até 7 anos de cadeia.
 
Lopes em 22/09/2015 08:18:18
O Sr. Alex André de Souza refere algo que faz realmente sentido, os ratos por sua natureza não desfrutam do mesmo direito que os pombos?
Melhor mesmo é estudar e fazer tudo o que o pombo não gosta. Pombo tem sistema de navegação muito sensível, por tanto ondas de radio que interfiram em seu sistema de direcionamento funcionaria? Pombo odeia ruído, justamente pela lógica do seu sistema de navegação... então.... Nunca deixe alimentos a céu aberto, o pombo vai lah para comer. tah ai a dica. As garrafas pet resolvem parcialmente, pois, com o tempo se tornam ásperas e não escorregam mais quando do pouso das aves sobre elas.
 
TIJUANO em 21/09/2015 15:02:55
Não precisamos de demagogos, é fácil criticar ne? Difícil é fazer. Parabéns à diretora que está zelando pela saude de todos.
 
Ju em 21/09/2015 14:49:31
Deixa eu ver se eu entendi, a professora de ciências Sônia da Conceição não resolveu o problema mas quando outra pessoa resolveu daí sim virou polêmica?
 
Cyro Escobar Ribeiro Neto em 21/09/2015 14:47:14
Também concordei com o Alex, aqui de baixo. A pomba é o maior transmissor de doenças e quando alguém toma a iniciativa vem os eco-chatos e começam a falar que vai haver uma extinção das pombas.
E se uma criança morresse por causa de alguma doença transmitida pela pomba, daí os mesmo eco-chatos vão falar que deveria ter sido tomado uma providência contra essa praga que esta devastando as criancinhas.

Sempre esse alarde todo. Pelo menos as crianças da escola não tem mais 3 pombos para adoecê-las.

 
Pensador em 21/09/2015 14:44:43
Ninguém toma providencia com essa praga urbana, ai quando alguém faz alguma coisa todo mundo fica reclamando. Esse bicho é nojento, ca.. em todo lugar, transmite doenças e ninguém faz nada só porque o bicho é "bonitinho", se fosse ratos todos meteriam bala e ficaria por isso mesmo. Parabéns diretora.
 
Alex André de Souza em 21/09/2015 14:24:51
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions