A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

26/03/2012 11:09

Em operação, PMA apreende 222 kg de pescado e 7 km de redes de pesca

Fernando da Mata

Ação começou na sexta (23) e terminou nesta segunda (26). Segundo a PMA, nove pessoas receberam multas que totalizaram R$ 11,4 mil

Redes de pesca apreendidas na Bacia do Paraná (Foto: Divulgação/PMA)Redes de pesca apreendidas na Bacia do Paraná (Foto: Divulgação/PMA)

Durante operação realizada nos rios da Bacia do Paraná, a PMA (Polícia Militar Ambiental), apreendeu 222 quilos de pescado e cerca de sete quilômetros de redes de pesca.

Com a participação de 24 policiais, a ação começou na sexta-feira (23) e terminou nesta segunda-feira (26). Segundo a PMA, nove pessoas receberam multas que totalizaram R$ 11,4 mil.

As fiscalizações foram feitas em vários cursos d’água da bacia e proximidades. Os principais locais foram trechos do rio Paraná (Batayporã, Anaurilândia e Bataguassu) e do rio Ivinhema (Taquarussu e Ivinhema).

Em uma delas, trecho do Paranazão localizado no município de Batayporã, dois pescadores profissionais foram flagrados capturando peixes fora da medida e com redes. Um estava com 64 kg de pescado e foi multado em R$ 1.980. Outro foi flagrado no barco com 95 metros de rede e foi multado em R$ 700.

Em outro local, no lago da usina Sérgio Motta, foram apreendidos 7.058 metros de redes e multados dois pescadores profissionais. Em Anaurilândia, um recebeu multa por pescar com redes não identificadas. Com ele foram apreendidos 48 kg de pescado, um barco, um motor de popa e 1,5 mil metros de redes.

O outro pescador profissional foi autuado por armar redes em local proibido (foz de rio) e por filetar o pescado sem vistoria. Com ele foram apreendidos 101 kg de pescado, um barco, um motor de popa e 300 metros de redes.

As equipes ainda retiraram do lago 5.131 metros de redes não identificadas e algumas com malhas de oito centímetros, que são proibidas. Nos lagos das usinas hidrelétricas do Rio Paraná, é permitido ao pescador profissional pescar com redes de malha 14 centímetros e armadas com extensão de 100 metros somente e, mantendo esta mesma distância uma da outra.

Todos os pescadores responderão por crime ambiental de pesca predatória e as redes apreendidas foram levadas para Campo Grande.

Na operação, foram apreendidos três motores de popa, quatro barcos de alumínio e uma motosserra. Foram feitas abordagens de 302 pescadores e 254 vistorias em embarcações fluviais, veículos terrestres e acampamentos em ilhas e margens dos rios.




POR FAVOR ACABEM COM PESCA PROFICIONAL EM RIOS,ESTÃO ACABANDO
COM OS PEIXES,ELES NÃO RESEITA TAMANHO,NEM ESPECIE, LEVA TUDO
 
JOSE ALVES DA SILVA em 27/03/2012 11:38:07
Essa história de pescador profisional tem que acabar ele estão acabando com os peixes dos rios bota esses cara a trabalha de servente que é melhor e corta o tal seguro de auxilio na epoca da piracema
 
paulo fabiani em 27/03/2012 09:03:02
7 km de redes? parece brincadeira! imagina o poder de captura de peixe desta quantidade de rede!!!!!! Por isto, a população reclama que está acabando o peixe.

Absurdo!! Parabéns pela operação.
 
Bruno Baque em 26/03/2012 02:00:18
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions