A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

23/12/2011 10:44

Em um ano, 1.400 animais silvestres foram atropelados na BR-262

Edmir Conceição
Tamanduá-mirim é principal vítima de atropelamentos na rodovia que corta o Pantanal.Tamanduá-mirim é principal vítima de atropelamentos na rodovia que corta o Pantanal.

De acordo com monitoramento inicial feito no segundo semestre deste ano pela Universidade do Paraná, dentro do estudo de transformação da BR-262 em estrada ecológica, foi relacionado atropelamento de 1.400 animais de 88 espécies no período de um ano entre Campo Grande e Corumbá, num trecho de 410 km.

Veja Mais
Onça pintada é morta atropelada na BR-262, no Buraco das Piranhas
Ninguém teve culpa de fuga de onça-pintada do Cras, define sindicância

No trecho de 284,2 km entre Anastácio e Corumbá, em apenas dois meses de monitoramento, houve o atropelamento de 57 espécimes.

Segundo as estatísticas, o cachorro do mato é a espécie mais atingida nos acidentes, seguido pelo tamanduá-mirim. Durante monitoramento de dois meses foi constatada também a morte de um tamanduá bandeira, espécie ameaçada de extinção e de três jaguatiricas, também constantes da lista das espécies ameaçadas.

O Dnit está elaborando programas de gerenciamento de riscos e emergências ambientais, de recuperação de áreas degradadas, de educação ambiental e de comunicação social, para manter toda a comunidade envolvida no trânsito e habitantes das regiões cortadas pela rodovia, para conscientizar sobre o caráter especial da via, que atravessa um dos ecossistemas mais frágeis.




Não acredito, acho esse quantitativo muito baixo...

Viajo muito pelo Estado e pela BR 262 sentido CG/Crba... uma vez contei 74 animais mortos... acredito que os ESTRAGO com a Fauna do nosso Estado é bem maior...
E por que tem ser Universidade do Paraná e não a nossa UFMS?

Sei não...
 
Pedro Paulo Ayala em 16/01/2012 04:11:40
Se fosse só nas Brs, mas próximo ao lago do amor e no Pq dos Poderes.
Na maioria das vezes, essa mortes poderiam ter sido evitadas, se não fosse a falta de cultura, educação, responsabilidade, respeito por vidas, etc....Esse povo hoje, parecem um bando de loucos, pessoas desequilibradas compensando suas patologias na direção.
 
neyde de oliveira em 23/12/2011 09:47:57
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions