A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

30/08/2012 14:17

Ema é capturada após invadir hospital veterinário e supreender funcionários

Paula Vitorino
Ema entrou no hospital e deu trabalho para ser capturada. (Foto: Divulgação /  Unigran)Ema entrou no hospital e deu trabalho para ser capturada. (Foto: Divulgação / Unigran)

O Hospital Veterinário da Unigran, em Dourados, recebeu uma visita inusitada nesta manhã: uma ema. O animal apareceu no local e chamou a atenção de estudantes e veterinários. Arisca, ela deu trabalho antes de ser capturada.

Veja Mais
Jiboia de 1,5 metro é encontrada dentro de armário no Monte Líbano
Sucuri de 4 metros é encontrada em hotel, enrolada a filhote de cachorro

Com calma, os funcionários conseguiram capturar a ema. O animal está sem ferimentos e foi levada para a Polícia Militar Ambiental, que deverá transferi-la para o CRAS (Centro de Reabilitação de Animais Silvestres), em Campo Grande.

A coordenadora do hospital, Fernanda Zauith, conta que o aparecimento de animais não é algo raro no local. “É muito comum, especialmente por causa dos terrenos baldios nesta parte da cidade”, diz.

A orientação nesses casos é não tentar capturar o animal e ligar imediatamente para a Polícia Militar Ambiental (PMA) ou para o próprio Hospital Veterinário. “O ideal é que a pessoa nos ligue com urgência pra gente tentar ir recolher, pois dependendo do animal, se for muito bravo, é preciso usar um sedativo”, explica Fernanda.

Quando não existe outra opção e o animal precisa ser contido na hora, a médica veterinária aconselha muita cautela. “É preciso muito cuidado, pois animais silvestres são muito ariscos, eles não estão acostumados com o contato humano e é preciso saber capturar esse animal para não se machucar”, conclui.

No caso de animais feridos, que podem ser encontrados na beira das estradas ou mesmo nos arredores da cidade, o procedimento é o mesmo. A veterinária lembra que quanto mais rápido esse animal for socorrido maiores são as chances de recuperação. “O quanto antes esse animal chegar aqui, melhor. Depois de atendido e medicado, esse animal pode ser encaminhado para a polícia”, diz. (Com informações do site Dourados Agora)




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions