A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

20/09/2014 09:32

Empresa de aviação é multada em R$ 54 mil por aplicação de agrotóxico

Aline dos Santos
Árvore foi cortada em fazenda de Corguinho sem autorização ambiental. (Foto: Divulgação)Árvore foi cortada em fazenda de Corguinho sem autorização ambiental. (Foto: Divulgação)

A PMA (Polícia Militar Ambiental) multou uma empresa de aviação agrícola em R$ 54 mil por aplicação irregular de agrotóxico. Moradores da Gleba Nova Esperança, localizada em Jateí, denunciaram que haviam passado mal depois de aplicação do produto. O agrotóxico foi aplicado no canavial de uma usina sucroalcooleira de Ivinhema no dia 14 de setembro.

Veja Mais
Temporal com chuva de 30 milímetros e vento forte alaga ruas de Dourados
Corpo de bombeiros trabalha em alerta para chuva e novos estragos

As pessoas relataram que tiveram náuseas, vômitos e irritação na garganta. Os responsáveis pela empresa responderão por crime ambiental, previsto pelo artigo 56 da Lei 9.605/1998, "de produzir, processar, embalar, importar, exportar, comercializar, fornecer, transportar, armazenar, guardar, ter em depósito ou usar produto ou substância tóxica, perigosa ou nociva à saúde humana ou ao meio ambiente, em desacordo com as exigências estabelecidas em leis ou nos seus regulamentos". Em caso de condenação, a pena vai de um a quatro anos de reclusão.

Corguinho - Um fazendeiro foi multado em R$ 6.600 por derrubar diversas árvores sem autorização ambiental. Foram derrubadas 22 árvores das espécies jatobá, garapa, ipê e cambará para exploração da madeira sem licença ambiental do órgão competente. A propriedade rural fica localizada em Corguinho, às margens da MS-080.

 




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions