A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

15/08/2011 15:54

Falta de helicóptero para soltura mantém no CRAS onça-pintada fujona

Marta Ferreira
Onça continua no Cras, mesmo com a soltura na natureza já definida. (Foto: João Garrigó)Onça continua no Cras, mesmo com a soltura na natureza já definida. (Foto: João Garrigó)

A onça-pintada que ficou conhecida em Campo Grande após fugir duas vezes do Cras (Centro de Reabilitação de Animais Silvestres) continua em uma jaula no local, apesar de já estar definido que ela vai ser solta na natureza. A demora se deve à indefinição sobre o meio de transporte que será usado para a soltura do felino, na região da bacia do Rio Paraná, de onde ela é originária.

O coordenador do Cras, Elson Borges, informou que a intenção é fazer o transporte por meio aéreo, para que a operação ocorra de forma rápida e o animal tenha um nível de estresse menor.

A onça deve ser sedada para receber um rádio-colar, por meio do qual será monitorada na natureza. De helicóptero, conforme Elson Borges, o trajeto seria feito em meia hora no máximo, enquanto de carro levaria em torno de 5h.

Ainda de acordo com o coordenador do Cras, a operação de soltura não pode ser feita no helicóptero que pertence ao Governo do Estado por causa do tamanho do aparelho. Segundo ele, haveria pouco espaço para acomodar a equipe e ainda o animal, um felino adulto já de grande porte.

A Base informou que recebeu o pedido, mas que a resposta foi de que esse tipo de autorização deve ser dada pelo comando da Aeronáutica, em Brasília.

A reportagem procurou o coordenador do Cras e ele informou que as tratativas sobre o assunto estão a cargo da Secretaria de Meio Ambiente, Planejamento, Ciência e Tecnologia.

A onça continua no Cras, em uma jaula que recebeu reforço para acomodá-la. É a única da espécie entre as 10 onças que existem no local. Todas as outras são pardas.




coordenador do Cras, Elson Borges, informou que a intenção é fazer o transporte por meio aéreo, para que a operação ocorra de forma rápida e o animal tenha um nível de estresse menor.
Pois bem, isso é uma falta de consideração com o ser humano tanta gente precisando de transporte para ir ao hospital ambulancia e os senhores se preoculpando com transporte de onça? é pra rir mesmo de povo, faça me o favor se precisar eu cedo meu carro voçes só paga o combustivel e ai levamos a onça no local dela.

FICO INDIGNADO COM ESSA FALTA DE CONSIDERAÇÃO COM O POVO QUE PAGA SEUS IMPOSTOS COMO EU E QUANDO PRECISA NÃO TEM.
 
jose junior em 16/08/2011 09:24:06
Péssimo seu comentário Sr. José Junior.
Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa. Temos que ter respeito e cuidado com a nossa Fauna sim SENHOR. Vida é vida, independe se têm duas ou quatro patas.
Concordo contigo nos impostos, também pago, mas jamais irei reclamar de qualquer excesso de cuidado com um animal, que estamos o tempo todo destruindo,principalmente seu habitat.
Ah, vai uma dica interessante: Questione o povo lá de cima, quanto ao Tour que fazem com alguns bandidos (tipo Fernando Beira Mar), que viaja o País inteiro com direito a um batalhão de agentes da Depen e da PF. Isso sim, é gasto desnecessário. Agora com um belo ANIMAL desse que é Símbolo do Estado, merece tratamento de Rei/Rainha.
 
juan chalymoon em 16/08/2011 07:42:34
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions