A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

21/09/2015 17:35

Figueira com mais de 80 anos de vida ganha clone geneticamente idêntico

Renata Volpe Haddad
Clone foi plantado ao lado de figueira com mais de 80 anos de vida. (Foto: Fernando Antunes)Clone foi plantado ao lado de figueira com mais de 80 anos de vida. (Foto: Fernando Antunes)

Em comemoração ao Dia da Árvore, na tarde de hoje (21) foi plantado o clone geneticamente idêntico de uma das mais antigas figueira de Campo Grande, localizada na avenida Afonso Pena, esquina com rua Padre João Crippa, no Centro da Capital. Com mais de 80 anos de existência, da figueira foi retirado um galho e produzido um clone, com objetivo de não deixar um espaço vazio, quando a antiga árvore terminar de cumprir o ciclo de vida.

Veja Mais
Plantio de árvores pode recuperar área degradada e ainda gerar lucros
Distribuição de mudas e plantios promovem Dia da Árvore na Capital

Quem afirma isso é a chefe da Divisão da Fiscalização de Áreas Verdes e Posturas Ambientais da Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano) , Maria Luiz Rolim. Ela comenta que o objetivo é preservar a espécie. "A figueira está amparada com troncos para ajudar a terminar de cumprir o ciclo de vida, achamos que provavelmente, a árvore vai durar mais 3 anos, não sabemos quanto tempo, e quando não aguentar mais, tem o clone que vai substituir e não vai deixar um espaço vazio", explica.

Maria Luiza informa que a Capital é a cidade mais arborizada do país e para manter essa posição, a prefeitura criou um viveiro. "Temos o intuito de continuarmos sendo a cidade com mais árvores e o viveiro, localizado no Jardim Pacaembú, produz mais de 60 mil mudas por ano, de diversas espécies", alega.

Junto com o plantio do clone, também foram distribuídas mais de 600 mudas entre ypê de cores, rosa branco e roxo, além de acerola, murta de cheiro e jabuticaba. A distribuição também vai acontecer no próximo sábado (26), na praça do Rádio Clube Campo.

A agricultora rural, Eurides Campozano, 61, afirma que gostar de plantar e soube através do Campo Grande News que mudas seriam distribuídas hoje. "Moro no bairro Jockey Clube e é bem arborizado e tem muitas árvores frutíferas, atraindo muitas aves", conta.

Mais de 30 acadêmicos da UCDB (Universidade Católica Dom Bosco) dos cursos de Agronomia, Engenharia Sanitária Ambiental e Engenharia Civil, participaram do plantio. Conforme a acadêmica Milina de Oliveira, 20, os alunos sempre participam de eventos, como o realizado na tarde de hoje.

"Acho importante um ato como a do plantio do clone, por causa da conscientização da população, para incentivar as pessoas a plantarem também, pois árvore é vida e num calor como o de hoje, todo mundo busca uma sombra para se refugiar", analisa.

População recebe mudas de árvores no centro da Capital. (Foto: Fernando Antunes)População recebe mudas de árvores no centro da Capital. (Foto: Fernando Antunes)
Distribuição de mudas aconteceu na tarde de hoje, junto com o plantio do clone da figueira. (Foto: Fernando Antunes)Distribuição de mudas aconteceu na tarde de hoje, junto com o plantio do clone da figueira. (Foto: Fernando Antunes)



Sempre achei essa árvore interessante. Para sustentá-la, foram utilizados troncos de eucalipto. Serve de analogia para as relações humanas, uma hierarquia de valores, morrem 10 para manter uma. Quem questionaria?
 
Bergo em 22/09/2015 08:51:24
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions