A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

25/01/2013 12:14

Figueira da Lagoa Itatiaia é incendiada e pode ter que ser cortada

Paula Vitorino e Mariana Lopes
Árvore está com tronco queimado. (Foto: Rodrigo Pazinato)Árvore está com tronco queimado. (Foto: Rodrigo Pazinato)

Incêndio em uma árvore na Lagoa Itatiaia, em Campo Grande, mobilizou moradores e Corpo de Bombeiros para tentar salvar a espécie. A figueira foi incendiada na madrugada de quarta-feira, por volta das 2h.

Veja Mais
Previsão é de semana chuvosa em Campo Grande e na maior parte de MS
Dia amanhece garoando e previsão é de chuva na maioria das cidades do Estado

O guarda municipal Edilson Koppe conta que chegou às 7h no local e o fogo ainda estava na árvore. Ele e mais três moradores da região, que faziam caminhada, se uniram para apagar o incêndio.

Os voluntários utilizaram baldes e garrafas de plástico para jogar água na figueira. A própria água da lagoa foi utilizada para o combate.

De acordo com os moradores, o Corpo de Bombeiros foi até o local durante a madrugada apagar o incêndio, mas o fogo retornou de manhã.

O morador Walmir Correa, de 28 anos, conta que a suspeita é de que o incêndio tenha sido provocado por “mulecada, usuária de droga, que fica até tarde na Lagoa”.

Os moradores disseram que os bombeiros avaliaram que 50% do tronco foi consumido pelo fogo e que a árvore pode precisar ser cortada. Um biólogo foi chamado para fazer análise do comprometimento da figueira.

Os vizinhos disseram que a árvore estava sendo tratada pela Prefeitura. A reportagem entrou em contato com a assessoria de imprensa da administração e aguarda resposta. A reportagem não conseguiu contato com o Corpo de Bombeiros.




Como morador do bairro próximo, vejo o abandono que há muito tempo vem assolando este local. Mato alto, calçadas ruins, iluminação precária, falta de banheiro, segurança etc...! A população deve mobilizar-se e revindicar a total revitalização deste lindo e abandonado lugar! Um local onde podemos levar nossos filhos e não nos preocuparmos!!
 
Juliano Macedo em 26/01/2013 09:59:50
É muito triste saber que está arvore foi mais um alvo de vandalismo. Desde a minha infância estou acostumado a ver a fiqueira da lagoa Itatiaía, que é sem duvida um marco para todos que vivem na região. Espero que ela se recupere e continue trazendo beleza a Lagoa e também boas recordações a todos que usufruem de sua sombra.
 
Jose Carlos Barros em 26/01/2013 08:24:55
O Gilberto disse uma realidade, quem mora próximo a Lagoa zela por ela e ajuda a preservar mas é frequente a presença de desocupados que ficam até tarde fazendo baderna, ouvindo som alto, esparramando sujeira, destruindo bancos e árvores, além de se reunirem para consumir entorpecentes...uma lástima...espantam gente de bem que usam o local para passear com a família.
 
Regina Rodrigues em 26/01/2013 01:02:32
Lamentável, passei por lá há pouco e dá para perceber que a árvore ficou muito comprometida. Mas isso é apenas o reflexo do descaso e abondono da lagoa, pelo poder público. Hoje todas as lixeiras estão lotadas de lixo, no início do final de semana. Mas iniciativas individuais ainda acontecem por lá e vale a pena registrar pois um morador estava plantando uma árvore frutifera no entorno na lagoa. Uma muda grande, linda.
 
Angelita Druzian em 25/01/2013 20:20:55
Por favor, esta árvore não pode ser cortada! Tomara que a Prefeitura (SEMADUR) acate a sugestão do engenheiro florestal Carlos Roberto de Lima e salve a mesma, que é um símbolo da Lagoa Itatiaia! E não se trata de uma figueira, é uma espécie chamada Tarumã.
 
Silvana Rezende em 25/01/2013 19:22:53
Uma vergonha!
 
Cristiane Lima em 25/01/2013 17:23:25
Senhores, como Eng. Florestal tenho duas recomendações a fazer:
a) Tentar recuperar a parte do tronco que foi consumida pelo foco com uma argamassa estrutural ou até mesmo com uma massa de resíduos de madeira e adesivos na parte interna revestido com uma estrutura de argamassa estrutura ou até mesmo metálica na parte externa do Caule;
b) Multiplicar o material genético da Figueira de forma assexuada ou seja produção de mudas por meio de enraizamento de estacas.
As alternativas podem ser desenvolvidas em paralelo, pois são independentes. A primeira tenta preservar o indivíduo adulto que já é um componente tradicional na paisagem e a segunda produzirá mudas para serem replantadas neste local, caso se perca mesmo o indivíduo existente ou em outros locais.
 
CARLOS Roberto DE LIMA em 25/01/2013 14:36:55
Infelizmente nossa lagoa vem sendo frequantada por vândalos e usuários de drogas frequentemente, inviabilizando até mesmo a caminhada no final da tarde, é uma pena, pois é mais um ponto turístico da cidade que foi deixado de lado pelo poder público a muito tempo........
 
Gilberto Albieri em 25/01/2013 12:45:39
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions