A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

19/06/2015 13:33

IBGE divulga pesquisa que aponta desmatamento de 15% do Pantanal

Liana Feitosa

O Pantanal teve 15,4% de sua área desmatada até 2013, segundo pesquisa do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgada nesta sexta-feira (19).

Veja Mais
Temporal com chuva de 30 milímetros e vento forte alaga ruas de Dourados
Corpo de bombeiros trabalha em alerta para chuva e novos estragos

O dado pertence à publicação "Indicadores de desenvolvimento sustentável: Brasil 2015", que faz parte de uma série de levantamentos feitos desde 2002 levando em conta segmentos sociais, econômicos, institucionais e, principalmente, ambientais.

Outro dado preocupante diz respeito ao uso de agrotóxicos. Os valores de comercialização de agrotóxicos e afins por área plantada registram aumento contínuo a partir de 2009, alcançando 6,9 kg/ha (quilos por hectare) em 2012. Isto representa um crescimento nacional de 4,2 kg/ha num período de dez anos, tendo em vista que em 2002 o valor foi de 2,7 kg/ha, variação de cerca de 155%.

Ameaça - Em relação à flora, existem 131 espécies ameaçadas de extinção no Cerrado, bioma que compreende a maior parte do Mato Grosso do Sul.

Ainda segundo a publicação, o número de focos de calor no Cerrado chegou a 110 mil em 2010, dado mais recente. Para o IBGE, a frequência de ocorrência de focos de calor em um território pode ser utilizada como indicador do avanço das atividades agropecuárias, inclusive sobre as áreas com vegetação nativa.

"Contudo, nem todos os focos de calor representam o avanço de atividades agropastoris sobre as áreas de vegetação nativa. Alguns exemplos são a prática de queimadas em pastagens extensivas, o uso do fogo durante a colheita em canaviais e a queima dos resíduos da colheita em plantios de algodão", diz a pesquisa.

Estufa - Em relação à emissão de gases de efeito estufa, houve uma queda de 84,4% das emissões de dióxido de carbono (CO2) no setor de mudança do uso da terra e floresta entre 2004 e 2010. Conforme o IBGE, isso ocorreu em função da redução do desflorestamento na Amazônia, que chegou ao seu menor valor em 2012 (4.571 km² de desflorestamento).

O estudo traz, pela primeira vez, informações sobre a diversidade cultural e ambiental brasileira, por meio do indicador de Patrimônio Cultural brasileiro, formado por 11 bens culturais e oito naturais, todos reconhecidos pela Organização das Nações Unidas para a Educação (Unesco).

A publicação completa pode ser acessada pelo link: www.ibge.gov.br/home/geociencias/recursosnaturais/ids/default_2015.shtm.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions