A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

27/06/2014 12:20

Indústria que quer processar milho em Chapadão apresenta relatório ambiental

Bruno Chaves

A BioUrja do Brasil Agroindustrial que quer implantar indústria de processamento de milho e termoelétrica de até 10 MW em Chapadão do Sul, a 321 quilômetros de Campo Grande, elaborou Relatório de Impacto Ambiental e apresentou ao Imasul (Instituto de Meio Ambiente e Mato Grosso do Sul). A informação foi publicada na edição de hoje (27) do Diário Oficial do Estado.

Veja Mais
Tempestade e fortes ventos devem atingir MS nesta quarta, alerta instituto
Durante a chuva de terça-feira, 69 mil raios atingiram Mato Grosso do Sul

O edital, assinado pelo diretor-presidente do Imasul, em exercício, Sergio Seiko Yonamine, o relatório para análise do requerimento de Licença Prévia para a instalação da indústria estará à disposição do público interessado na sede do órgão, pelo prazo máximo de 45 dias, para conhecimento e solicitação de Audiência Pública.

Conforme a Prefeitura de Chapadão do Sul, a BioUrja Trading, empresa de logística e comercialização de combustíveis, movimenta anualmente cerca de US$ 4 bilhões em negócios. Os investidores americanos do grupo estiveram na cidade em abril do ano passado, oportunidade em que se reuniram com políticos e classe produtora.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions