A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

07/01/2015 09:56

Instituto de Meio Ambiente terá mudança para agilizar licenciamentos

Caroline Maldonado e Leonardo Rocha
Licenciamentos serão emitidos com maior rapidez, segundo o governador Reinaldo Azambuja (Foto: Marcelo Calazans)Licenciamentos serão emitidos com maior rapidez, segundo o governador Reinaldo Azambuja (Foto: Marcelo Calazans)

Em visita ao Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul) na manhã de hoje (7), o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) disse que haverá reestruturação no órgão para agilizar o atendimento. Se preciso, o instituto contará com pessoas de fora do Estado para trabalhar na adequação, segundo o secretário de Desenvolvimento, Jaime Verruck, que é o novo diretor presidente do Imasul.

Veja Mais
Governador visita nesta quarta-feira Imasul, Fundect e Agraer
Imasul estabelece regras para manejo de áreas de conservação

Acompanhado também do secretário de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel, o governador garantiu que os licenciamentos, que atualmente são alvo de reclamações pela demora, serão emitidos com mais rapidez.

“Para funcionar a engrenagem, tanto os servidores quanto a estrutura precisam estar bem arrumadas para que assim a sociedade veja um trabalho rápido e eficiente nesse instituto”, disse.

O diretor do Imasul, criticou a implantação do modelo que calcula a produtividade dos servidores e disse que isso também será revisto. “Ficamos sabendo que foi acrescentado o critério de produtividade, mas a longo prazo isso não é bom, pois queremos criar outros mecanismos do tipo quem ganha mais vai ser quem tem mérito”, adiantou Jaime.

Segundo o secretário, se houve adequação recente no sistema do órgão que possa atender as metas do novo governo, então será mantida. Caso contrário, mudanças serão implementadas no Imasul. “Vamos ser rápidos nas ações, sempre com foco no atendimento à sociedade e ao setor empresarial. Se precisar de reforço e trazer gente de fora, iremos trazer”, pontuou o diretor.

Prioridades e metas de cada área, inclusive do Imasul, estarão previstas na LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias), segundo Reinaldo. “Sabemos que o instituto recebe cada vez um montante maior de processos, pois nada se faz no Estado sem licenciamento ambiental. Vamos investir em organizar e modernizar esse governo, com equilíbrio financeiro. A população pediu mudança, então vamos mudar”, enfatizou o governador.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions