A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 23 de Janeiro de 2017

16/11/2014 17:37

Instituto lança campanha de adoção de ninhos de araras para custear pesquisas

Liana Feitosa
Com as doações, será possível apadrinhar ninhos, proporcionando o apoio à manutenção da biodiversidade do Pantanal. (Foto: Divulgação)Com as doações, será possível apadrinhar ninhos, proporcionando o apoio à manutenção da biodiversidade do Pantanal. (Foto: Divulgação)

A partir desse mês será possível apadrinhar um ninho de arara azul. A campanha “Adote um Ninho” será lançada nesta quarta-feira (19) em Campo Grande pelo Instituto Arara Azul e tem o objetivo de fortalecer o Projeto Arara Azul no Pantanal, que desenvolve pesquisas e monitoramento de ninhos naturais e artificiais.

Com as doações, será possível apadrinhar ninhos, proporcionando o apoio à manutenção da biodiversidade do Pantanal, tanto das araras-azuis, como outras espécies de animais que ocupam os mesmos espaços utilizados pelas aves.

Padrinhos famosos - A campanha contará com apadrinhamento feito por pessoas físicas ou jurídicas. O auxílio poderá ser feito com contribuições anuais. O instituto já conta com alguns padrinhos famosos, como o cartunista Ziraldo, os cantores Luan Santana, Gabriel Sater, Michel Teló e Chitãozinho e Xororó, além de empresários que serão apresentados à sociedade durante o evento de lançamento da campanha que acontece às 19h no Yotedy Lounge, na Avenida Ricardo Brandão, 2.341, no Jd. dos Estados.

“Me sinto bastante satisfeita e feliz por ver o quanto as pessoas curtem nosso trabalho. O reconhecimento pela credibilidade ao projeto dá uma sensação de dever cumprido. Já colhemos muitos resultados positivos, mas ainda há muito a ser feito e para isso, precisamos do engajamento da sociedade”, afirma a idealizadora do projeto, Neiva Guedes.

A campanha é anual e se desenvolve, principalmente, durante o período reprodutivo da espécie. O padrinho pode acompanhar as novidades do projeto e sobre seu “afilhado” e pode, inclusive, “batizar” a ave apadrinhada ao nascer nascimento.

Adotar - Os interessados em apadrinhar devem ler um regulamento, preencher a ficha de inscrição e assinar um contrato de doação, além de um termo de compromisso e responsabilidade. O padrinho deverá ainda passar por um curso de preparação onde aprenderá sobre o monitoramento dos ninhos, a diferença entre ninhos naturais e artificiais, além da importância do projeto entre ninhos naturais e artificiais.

Projeto - O Projeto Arara Azul existe há 24 anos e desenvolve pesquisas sobre a biologia básica da arara-azul. No Pantanal Sul, as araras-azuis têm uma tendência natural à diminuição de ninhos porque as árvores de manduvi, onde 95% de seus ninhos são encontrados, são velhas e susceptíveis a alterações ambientais. Por isso, há o incentivo aos proprietários a preservar áreas de plantas jovens e conservar as árvores antigas.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions