A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

12/09/2014 15:07

Mais de 15 mil queimadas são registradas em setembro no país, MS teve 169

Liana Feitosa
Mato Grosso do Sul registrou 169 fotos de incêndio nos primeiros dias de setembro. (Foto: Arquivo/Campo Grande News)Mato Grosso do Sul registrou 169 fotos de incêndio nos primeiros dias de setembro. (Foto: Arquivo/Campo Grande News)

Setembro mal começou e 15.622 focos de incêndio foram registrados em todo o Brasil, de acordo com dados coletados por satélites de referência do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais). Apesar de Mato Grosso do Sul ter boa parte de sua vegetação composta de cerrado, bioma propício para a incidência de queimadas na época de estiagem, o Estado registrou apenas 169 queimadas.

Veja Mais
Princípio de incêndio atinge produtora de vídeo no Jardim dos Estados
Bombeiros não aparecem e incêndio destrói seis barracos em favela

No entanto, no total, o número nacional representa aumento de mais de 160% em relação ao mesmo período do ano passado, quando o Inpe registrou 5.946 focos.

Mato Grosso é o estado que apresentou o maior número de incêndios, com 2.790 focos registrados até ontem (11). Em seguida está o Pará, com 2.567. O terceiro colocado é o Maranhão, que registrou 1.655. Juntos, os três estados somam quase 44% do total de queimadas nos primeiros dias do mês.

Para o Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), o aumento não é surpresa. O clima e o acúmulo de matéria orgânica, resultante da redução das queimadas do ano passado, favoreceram o índice.

Prevenção - Segundo o instituto, a construção de aceiros é a melhor alternativa para prevenir incêndios. A técnica consiste na retirada total de vegetação em uma faixa de três a cinco metros de largura em locais estratégicos da pastagem, impedindo que o fogo se alastre em caso de incêndio.

Além disso, segundo informações da Agência Brasil, técnicos do Ibama alertam para a importância de ações de educação ambiental junto à população. Para eles, é considerado incêndio quando o fogo, produzido ou não pelo homem, se alastra sem controle pelas florestas e matas. Já as queimadas são ocasionadas diretamente pelo homem e são utilizadas, principalmente, para preparar o solo para plantio ou pecuária.

Os números levantados pelos satélites de referência podem ser conferidos no site do Inpe: http://www.dpi.inpe.br/proarco/bdqueimadas/.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions