A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

12/01/2016 16:26

Margem de córrego desmorona, rompe tubulação e interdita avenida

Priscilla Peres e Alan Diógenes
Máquinas da Águas Guariroba estão no local para conter o vazamento. (Foto: Fernando Antunes)Máquinas da Águas Guariroba estão no local para conter o vazamento. (Foto: Fernando Antunes)

O excesso de chuva nos últimos dias, em Campo Grande, tem piorado a situação de áreas críticas, como os córregos. Na manhã desta terça-feira (12), a tubulação de drenagem da água da chuva e de esgoto se rompeu devido ao desmoronamento da barranca. Parte da avenida Ernesto Geisel, no córrego Anhanduí, está interditada para obras de contenção.

Veja Mais
Chuva de 20 minutos na Capital deixa Rio Anhanduí com nível de 1,80 metro
Anhanduí transborda e causa prejuízos há pelo menos 18 anos, diz morador

Quatro caminhões com pedras, duas retroescavadeiras e um guindaste da Águas Guariroba, responsável pelo serviço de água e esgoto, estão no local e a previsão é de que até às 18h os técnicos consigam estancar o vazamento. A tubulação de esgoto também ficou comprometida com o desmoronamento.

O engenheiro civil da Águas Guariroba, Camilo Reis, está acompanhando as obras emergenciais e explica que essa tubulação de esgoto que se rompeu é responsável por 80% dos bairros da Capital. A concessionária trabalha para estancar o vazamento até o fim da tarde e, então, entregar o local para que a Prefeitura inicie as obras de recuperação da barranca. 

Caminhões com pedras estão no local para recuperar córrego. (Foto: Fernando Antunes)Caminhões com pedras estão no local para recuperar córrego. (Foto: Fernando Antunes)

Como acontece em vários pontos de Campo Grande, a barranca do córrego desmoronou e já chega ao meio-fio, isso significa que se a situação não for controlada irá atingir a avenida Ernesto Geisel, uma das principais vias da cidade. A situação acontece em frente ao parque Anhanduí, na região do Bairro Parati e Aero Rancho.

A Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) está no local para controlar o trânsito, já que três vias da avenida Ernesto Geisel precisaram ser interditadas. De acordo com o agente Valdir Aparecido Coutinho, apenas uma pista está liberada e ele está auxiliando os motoristas que passam por lá.

Conforme chega caminhões no local, é preciso interditar a pista por completo, o que chegou a gerar 1 km de congestionamento. De acordo com Valdir, como as obras por lá devem demorar, o trânsito terá que ser desviado para a Rua do Piano.

A assessoria da Águas Guariroba informou que o desmoronamento na margem do córrego ocorreu devido a chuva e que equipes da empresa estão no local com o objetivo de solucionar o problema ainda hoje. Em nota, a prefeitura de Campo Grande informou que técnicos estão monitorando o local e que havendo necessidade será feito uma obra emergencial. A obra definitiva está sendo aprovada na Caixa Econômica Federal.

Quatro pistas da avenida estão interditadas e não há previsão de liberação. (Foto: Fernando Antunes)Quatro pistas da avenida estão interditadas e não há previsão de liberação. (Foto: Fernando Antunes)



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions