A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

03/07/2012 19:18

Mineradora Vale é multada em R$ 5 milhões por desastre ambiental em Corumbá

Redação

A mineradora Vale foi multada em R$ 5 milhões pelo Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais) por despejar restos de minério no córrego Arigolândia, que forma o aquífero de água doce, no entorno do Morro Urucum, uma das maiores reservas minerais do mundo, próximo a Corumbá, a 419 km de Campo Grande.

Veja Mais
Tempestade e fortes ventos devem atingir MS nesta quarta, alerta instituto
Durante a chuva de terça-feira, 69 mil raios atingiram Mato Grosso do Sul

O rompimento de uma tubulação na bacia de decantação da empresa causou o desastre ambiental. A água do córrego, antes límpida, virou uma lama, formando uma crosta de 30 centímetros no leito do córrego.

Técnicos do Ibama e da PMA (Polícia Militar Ambiental) verificaram que a tubulação por onde passavam os dejetos estava amarrada apenas com uma borracha. A falha da empresa foi considerada de alto impacto para o meio ambiente.

A multa refere-se aos danos à biodiversidade, à gravidade da poluição hídrica e a interrupção do fornecimento de água potável aos agricultores. A Vale será obrigada a remover toda lama depositada no córrego.

A empresa já foi responsabilizada pelo MPE (Ministério Público Estadual), em 2000, pela extinção do Córrego Urucum, na mesma região onde aconteceu o novo desastre. De acordo com o MPE, 138 famílias foram afetadas quando o córrego secou.





E a populaçao corumbaense como fica ? qual e o retorno ,a melhoria o beneficio
alguma bemfeituria ,afinal sao R$ 5 milhoes de reis .
 
andre dias em 07/07/2012 08:54:57
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions