A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

08/04/2015 12:05

MPE abre 36 inquéritos para investigar propriedades em área de preservação

Viviane Oliveira
Uma das APA do Lajeado, que fica no bairro Maria Aparecida Pedrossian. (Foto: Cleber Gelio)Uma das APA do Lajeado, que fica no bairro Maria Aparecida Pedrossian. (Foto: Cleber Gelio)

O MPE (Ministério Público Estadual) de Mato Grosso do Sul abriu nesta quarta-feira (8) 36 inquéritos civis para apurar se os donos de propriedades rurais localizadas na APA (Área de Preservação Ambiental), do Lajeado, em Campo Grande, estão preservando a área de acordo com as regras ambientais. Os inquéritos tramitam na 42ª Promotoria de Justiça.

Veja Mais
Enquanto SP sofre com seca, Capital aposta em poços para ter água
Área de proteção do Lajeado soma mais de 5,1 mil hectares, segundo Semadur

A microbacia do Lajeado fica no Sudoeste da cidade, que abrange parte dos bairros: Centenário, Lajeado, Los Angeles, Centro Oeste, Alves Pereira, Moreninha, Universitário, Rita Vieira, Tiradentes, Maria Aparecida Pedrossian, Chácara Cachoeira, Veraneio e Noroeste.

Propriedades na Bacia do Guariroba também são investigadas pelo órgão. Em fevereiro deste ano, o MPE notificou proprietários de dez fazendas para apurar possíveis irregularidades jurídico-ambientais na área de proteção. 

Hoje, o córrego Guariroba é responsável por 40% da distribuição da água utilizada em Campo Grande, depois vem o Lageado com 16%. A APA do córrego Lajeado, em Campo Grande, tem 5.194 hectares, desses, 22% correspondem a zona de conservação e o desenvolvimento das atividades urbanas.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions