A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

19/01/2015 08:43

Multa de R$ 3 mil não inibe e até vaca morta é jogada em terrenos baldios

Viviane Oliveira
As vacas mortas foram jogadas na estrada que dá acesso a cachoeira do Inferninho. (Foto: Pedro Peralta)As vacas mortas foram jogadas na estrada que dá acesso a cachoeira do Inferninho. (Foto: Pedro Peralta)

Mesmo correndo risco de ser multado em até R$ 3 mil e responder por crime ambiental, muita gente insiste em jogar animal morto em terrenos baldios, estradas e margens de córregos, em Campo Grande. A situação que causa transtorno devido ao mau cheiro também pode gerar proliferação de doenças.

Veja Mais
Moradores reclamam de estrada que virou lixão e tem até vacas mortas
Temporal com chuva de 30 milímetros e vento forte alaga ruas de Dourados

No fim do mês passado, até vacas mortas foram jogadas na estrada de chão que dá acesso a cachoeira do Inferninho e a várias chácaras, na saída pra Rochedo, às margens da MS-080. Os motoristas que passam sempre pelo local reclamavam da situação e pediam providências para a Prefeitura. O local virou um verdadeiro lixão a céu aberto.

A médica veterinária do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses), Ana Paula Nogueira, alerta que animais mortos expostos causam problemas e insalubridade para a população.

Além do mau cheiro, o corpo de um bicho em decomposição contribui para a propagação de moscas, atrai ratos, baratas, que são transmissores de doenças e causa problemas ambientais, como a contaminação do solo. “O descarte é de responsabilidade do dono e pode ser feito diretamente no CCZ”,  explica Ana Paula. 

O dono do bicho também pode entrar em contato com a Solurb, concessionária responsável pela coleta de lixo na Capital, para solicitar a remoção. A empresa diz que o procedimento correto é colocar o animal morto em embalagem apropriada, como saco plástico e aguardar a equipe, que tem até 24 horas para fazer a retirada.

O CCZ recomenda ainda que a população busque a destinação correta de animais mortos e que não enterrem em quintal e terrenos baldios, pois dependendo da causa da morte o processo de decomposição pode transmitir doenças para outros bichos.

A multa para quem joga animais, tanto de pequeno porte como gatos e cachorros, quanto de grande porte em locais impróprios varia de R$ 1,7 a R$ 3 mil. Porém, são raros os casos em que se descobre a autoria, conforme informação da assessoria de imprensa da Prefeitura. Na maioria das vezes os bichos e lixos são jogados durante a noite, no entanto, se o responsável for identificado vai ser multado e atuado em flagrante pela Decat (Delegacia Especializada de Repressão a Crimes Ambientais).

As principais doenças causadas e transmitidas pelas moscas são conjuntivite, febre tifoide, tuberculose, diarreia, entre outras. Quem quiser solicitar a remoção de animais mortos de pequeno porte pode entrar em contato com a Solurb pelo número 0800 647-1005 ou via site www.solurb.eco.br. Já animais de grande porte, como por exemplo cavalo, a responsabilidade é do dono, que deve fazer a remoção até o aterro sanitário. 




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions