A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

06/11/2014 08:19

Operação Pré-piracema autua 81 pessoas e apreende 482 Kg de pescado

Caroline Maldonado
Policiais apreenderam pescado, aves e papagaio (Foto: Divulgação/PMA)Policiais apreenderam pescado, aves e papagaio (Foto: Divulgação/PMA)

A “Operação Pré-piracema”, que ocorria geralmente a partir de 25 de outubro, neste mês começou em 1º de outubro e foi encerrada as 0h de ontem. Foram autuadas 81 pessoas, apreendidos 482 kg de pescado e as multas aplicadas chegam a R$ 6,7 milhões.

Veja Mais
Para proteger Piracema, pesca está proibida a partir desta quarta-feira
Mais de 300 policiais vão fiscalizar os rios do Estado durante Piracema

Os valores maiores foram das multas de uma PCH (Pequena Central Hidrelétrica), multada em R$ 4,95 milhões e dois traficantes de papagaios, que foram multados em R$ 1,53 milhão. Além das 81 autuações, houve ainda uma prisão por crime de tráfico de drogas, quando foram apreendidos 602 quilos de maconha, conforme a PMA.

De acordo com a PMA (Polícia Militar Ambiental) foram 56 pessoas autuadas por pesca ilegal. Desses, 45 foram presos por crime de pesca predatória e 11 foram autuados administrativamente por falta de licença, o que não é crime ambiental, somente infração administrativa. Também foram apreendidas 34 redes de pesca, 12 tarrafas, 543 anzóis de galho, que são petrechos proibidos com grande potencial de captura de pescado, bem como 12 motores de popa, 12 barcos e 12 veículos.

A operação que envolveu 300 policiais, autuou ainda 25 pessoas por outros tipos de infrações e crimes ambientais. Sete foram por crimes contra a flora, dois por caça ilegal, uma pequena PCH, dois por carga perigosa, um por exploração e cascalho, três por maus-tratos a animais, três por poluição sonora, um por degradação do rio Taquari, dois com motosserras ilegais, dois por tráfico de animais silvestres e uma empresa por descarte inadequado de embalagens de agrotóxicos.

Piracema - Começou nesta quarta-feira (5) e se estende até 28 de fevereiro do ano que vem, a Piracema, período em que a pesca é proibida nos rios de Mato Grosso do Sul. Mais de 330 homens, de 18 municípios, vão fiscalizar os rios, durante a operação da PMA (Polícia Militar Ambiental).

Foram montados dez postos de monitoramento nos rios, cachoeiras e corredeiras de oito municípios estratégicos do Estado: Água Clara, Rochedo, Santa Rita do Rio Pardo, Aquidauana, Coxim, Miranda, Jateí e Amambaí. No ano passado, 1.086 quilos de pescado irregular foram apreendidos durante a operação da PMA. A Piracema é período reprodutivo da maioria das espécies de peixes das duas bacias do Estado, Paraná e Paraguai.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions