A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

22/04/2016 10:37

Operação Tiradentes flagra 25 pessoas em pesca proibida nos rios de MS

Caroline Maldonado
Foram presas 13 pessoas que pescavam sem licença (Foto: Divulgação/PMA)Foram presas 13 pessoas que pescavam sem licença (Foto: Divulgação/PMA)

A fiscalização nos rios Paraná e Iguatemi já resultou na autuação de 25 pessoas, em Mundo Novo, a 476 quilômetros de Campo Grande. Desses, 13 foram presos. A maioria dos autuados é do Paraná. Eles foram flagrados pescando e lançando redes, sem licença ambiental.

Veja Mais
PMA intensifica fiscalização para prevenir crimes ambientais no feriado
PMA apreende carretas com 86,9 mil litros de etanol transportado ilegalmente

A fiscalização reforçada faz parte da Operação Tiradentes. Há 310 militares nos rios do Estado, durante o feriado. A ideia é autuar os pescadores antes mesmo que capturem os peixes. Entre os presos, um paranaense, residente em Guaíra, foi surpreendido pela equipe no momento em que lançava uma tarrafa. Peixes que vieram capturados na rede foram soltos pelos policiais. 

Segundo a PMA (Polícia Militar Ambiental), o pescador, de 46 anos, recebeu voz de prisão por crime ambiental de pesca predatória. A pena prevista é de um a três anos de detenção. O infrator também recebeu multa no valor de R$ 700.

Somente ontem (21), foram autuadas 13 das 25 pessoas flagradas pescando, durante a operação. Eram 12 paranaenses e um morador de Rondonia, que ainda se preparavam para a pescaria. Foram apreendidas oito carretilhas e cinco molinetes com varas. As multas aplicadas somam R$ 3.900. A pesca sem licença não é crime ambiental, mas é infração administrativa, conforme a PMA.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions