A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

06/11/2012 10:29

Para fiscalizar Piracema, PMA vai ter lancha com radar

Viviane Oliveira
Lancha é equipada com radar e sonar. (Foto: divulgação)Lancha é equipada com radar e sonar. (Foto: divulgação)

Uma lancha de grande porte, adquirida em parceria com o Ministério da Pesca, é a novidade deste ano no combate à pesca predatória durante o período de proibição da pesca, que vai até 28 de fevereiro.

Veja Mais
Com a pesca proibida até fevereiro, PMA põe 360 policiais na fiscalização
Durante Operação de Finados PMA aplicou R$ 67 mil em multas

A embarcação é equipada com radar e sonar, tecnologia que facilita a localização dos cardumes - condição para evitar a ação dos depredadores. Além disso, a lancha possui alojamento, sala de estar e cozinha.

De acordo a PMA (Polícia Militar Ambiental), a lancha será usada pela Polícia em inspeções nos rios situados na fronteira com o Paraguai e Bolívia, tanto no rio Paraguai e rio Apa, além da divisa com o Estado de Mato Grosso.

A proibição, que começou na segunda-feira (5) vai até o dia 28 de fevereiro do ano que vem e, até lá, a principal tarefa da Polícia Militar Ambiental é coibir os pescadores que tentam burlar a lei.

Ao todo, 360 policiais vão patrulhar as áreas consideradas de risco maior de ocorrência desse tipo de crime ambiental. Quem for flagrado desrespeitando o período da Piracema, vai ser multado. A multa varia de R$ 700 a R$ 100 mil, além de pena que varia de um a três anos de prisão.

Operação Finados - Durante a operação de Finados, que começou quinta-feira (1º) e terminou no domingo (4), a PMA autuou 24 pessoas por crimes e infrações ambientais, sendo 19 presas por pesca predatória. No total, a Polícia aplicou R$ 67, 3 mil em multas.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions