A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

12/01/2014 10:18

Parque das Nações é eleito um dos melhores do Brasil e "pedaço" do Pantanal

Elverson Cardozo
Área de preservação ambiental é cercada por lago. (Foto: Reprodução/Internet)Área de preservação ambiental é cercada por lago. (Foto: Reprodução/Internet)

O Parque das Nações Indígenas, em Campo Grande, foi eleito, pela Revista Viaje Aqui, da Editora Abril, como um dos melhores do Brasil. A publicação traz, de modo resumido, os benefícios de cada localidade, 12 no total. A área da Capital, na avaliação feita pelo veículo, é “uma excelente opção para quem gosta de animais e não tem a oportunidade de visitar o Pantanal”.

Veja Mais
No primeiro mês de piracema, PMA registra aumento de 100% nas apreensões
Segunda-feira de tempo claro e com possibilidades de chuvas à tarde, em MS

A Revista informa que as araras, tucanos e capivaras “são companheiros constantes nas caminhadas”. A “enorme área verde” e os dois museus, o Marco, de Arte Contemporânea, e o das Culturas Dom Bosco, são destacados.

Na lista, que elenca, no total, 12 parques urbanos brasileiros, aparecem o Jardim Botânico, no Rio de Janeiro; Ibirapuera, em São Paulo; Redenção, em Porto Alegre, entre outros. Clique aqui para ver as outras regiões.

Capivaras dividem espaço com visitantes e promovem um espetáculo à parte. (Foto: João Garrigó)Capivaras dividem espaço com visitantes e promovem um espetáculo à parte. (Foto: João Garrigó)

119 hectares - Localizado nos altos da Avenida Afonso Pena, o Parque das Nações Indígenas ocupa uma área aproximadamente 119 hectares. Embora 70% de sua extensão tenha cobertura de grama, a área mantém vegetação nativa e núcleos de árvores ornamentais e frutíferas plantadas por antigos proprietários.

O local preserva uma reserva ecológica. O córrego Prosa, cuja nascente natural está na reserva do Parque dos Poderes, ao lado, forma ali um grande lago, que tem uma pequena ilha e um píer. As águas cortam toda sua extensão, com pontes para travessia e extensos caminhos de circulação que são utilizados como pistas de caminhadas.

A área é monitorada por um pelotão montado da Polícia Florestal do Estado, que tem sua sede no interior do parque.

Local é um dos pontos de caminhada e corrida em Campo Grande. (Foto: João Garrigó)Local é um dos pontos de caminhada e corrida em Campo Grande. (Foto: João Garrigó)



Pena que as autoridades, não fazem questão nenhuma em preservar os animais, todos os dias a gente vê os bichinhos mortos pelo asfalto. Semana passada, mataram uma capivara na Mato Grosso próximo a um Hotel.
As fotos do João são lindas, mas falta muito para os Parques e Pças da capital serem considerados Belos. Não tem segurança, manutenção e muito menos consideração pela natureza, que essa SIM é belíssima.
 
Juan Charlymoon em 13/01/2014 12:51:18
Faltou a materia dizer que o Parque das Nacoes Indígenas e o maior Parque Urbano de Lazer Contemplativo do Mundo.
 
Edimara Rita em 12/01/2014 16:49:18
A título de sugestão, poderia ser implantado no Parque das Nações Indígenas um policiamento em que os guardas usassem bicicletas, em vez de viaturas motorizadas. A meu ver, a bicicleta é um meio de transporte não poluidor e poderia ser bastante eficaz na fiscalização do PNI.
 
Eugênio de Souza em 12/01/2014 16:26:33
título merecido. parabéns campo grande
 
luis claudio de quadros em 12/01/2014 13:05:24
Parabéns a todos nós campo grandenses, nascidos ou vindos pra cá, por termos um local tao lindo para aproveitarmos a natureza que é exuberante ,podermos conhecer animais ,como as capivaras , cotias , araras e tantos outros; porem esse local precisa mais carinho, amor e atenção por parte dos frequentadores e autoridades... já temos muita depredação : nas lixeiras, no acumulo de lixo deixado por aqueles que veem desfrutar desse local , nos banheiros que são públicos mas que tem pessoas que insistem em levar um pouco deles pra suas casas... então vamos aproveitar mas deixar pra outros também esse maravilhoso espaço....
 
marilene petrarcha em 12/01/2014 12:35:12
Como frequentador 'assíduo' deste parque, só tenho que que concordar com todos os elogios dispensados a ele. É comum presenciar centenas de familias desfrutando das áreas de caminhada e recreação. E olha que já está ficando pequena pra tanta gente.
Agora, pra preservar esta bela imagem tem que fazer: a) Melhorar a fiscalização pra impedir a ação de 'vândalos' . b) Orientar os frequentadores pra disciplinar a convivência e cada um ocupar seu 'espaço' já 'delineado'. c) Proibir o 'TRANSITO' de viaturas da policia na area de caminhada e ciclovia, até porque, por ser um local sem atuação de 'marginais' , não faz sentido a ronda motorizada dentro do parque. Isto tem por finalidade, evitar a disputa do espaço (já limitado) com os frequentadores em toda sua espécie.
 
Francisco Braz em 12/01/2014 11:51:32
As fotos do João Garrigó estão sensacionais, de uma sensibilidade incrível. Clicar o momento em que a capivara mergulha no lago mostrou todo o seu talento. Parabéns!
 
Fernanda França em 12/01/2014 11:34:51
Majestoso nosso Parque das Nações. Faço caminhada diariamente e tenho notado alguns problemas nele, vou falar somente o que acho mais grave e que precisa de providência imediata, o assoreamento acelerado dos lagos.
 
Acir Zorzi em 12/01/2014 11:16:56
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions