A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

07/03/2013 11:25

Pescadores são presos com quase 400 quilos de pescado no rio Paraná

Mariana Lopes
(Foto: PMA)(Foto: PMA)

Quatro pescadores profissionais foram presos em flagrante, na noite de ontem (6), com 393 quilos de pescados, no rio Paraná, próximo ao lago da usina Sérgio Mota, em Bataguassu, cidade distante 335 quilômetros de Campo Grande.

Veja Mais
Em 7 dias, choveu 56% do esperado para o mês em município do interior
Quinta-feira de tempo instável, com chuvas durante todo o dia e máxima de 37ºC

Dois dos pescadores estavam com redes de 300 metros cada um, ou seja, maiores do que o tamanho permitido. Segundo a Polícia Militar Ambiental, no local da apreensão só é autorizado o uso de redes de até 100 metros e malha de 14 centímetros.

Com eles foram apreendidos 190 quilos de pescado, além das redes, um barco, um motor do tipo do rabeta e duas caixas de isopor. Cada pescador foi multado em R$ 4,5 mil.

Próximo ao local das primeiras prisões, os policiais também flagraram mais dois pescadores profissionais, pelo mesmo motivo. Eles armaram cinco redes de pesca de 250 metros cada uma, totalizando 1.250 metros.

Com os pescadores também tinham 203 quilos de pescado, além de um barco, um motor do tipo do rabeta e duas caixas de isopor, e foram multados em R$ 4,7 mil.

Os quatro pescadores receberam voz de prisão e foram conduzidos à delegacia de Bataguassu, junto com o material apreendido, onde foram autuados em flagrante por crime de pesca predatória. Se condenados, poderão pegar pena de um a três anos de detenção.

Durante a condução dos pescadores à delegacia, os policiais retiraram mais 1.000 metros de redes de pesca que estavam armadas no rio. Segundo a PMS, com a retirada das redes foram soltos vários peixes que estavam ainda vivos enroscados na malha. Os proprietários do material não foram identificados.

Os policiais militares ambientais explicam que esta quantidade de rede tem alto poder de captura, pois cerca grandes trechos do rio por onde passam os cardumes.

A apreensão dos 393 kg de pescado é mais da metade de tudo que se apreendeu durante os quatro meses da piracema, encerrada no dia 1º de março, que foi um total de 667 kg.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions