A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

08/07/2016 19:07

Pesquisa da Embrapa monitora atividade de pesca na região do Pantanal

João Humberto
Pesquisadores estão trabalhando na coleta para monitorar a atividade pesqueira, tanto profissional quanto amadora, na Bacia do Alto Paraguai (Foto: Divulgação/Embrapa)Pesquisadores estão trabalhando na coleta para monitorar a atividade pesqueira, tanto profissional quanto amadora, na Bacia do Alto Paraguai (Foto: Divulgação/Embrapa)

Entre julho e agosto deste ano serão concluídas as análises de dados obtidos pelo SCPesca (Sistema de Controle da Pesca de Mato Grosso do Sul). Pesquisadores da Embrapa Pantanal e Imasul (Instituto de Meio Ambiente de MS) estão trabalhando na coleta para monitorar a atividade pesqueira, tanto profissional quanto amadora, na Bacia do Alto Paraguai.

Veja Mais
Reinaldo discute parceria com Embrapa para investimento em pesquisa em MS
Embrapa testa sementes e plantas para aprimorar a agricultura familiar

De acordo com a assessoria de imprensa da Embrapa, as informações são coletadas por meio das GCPs (Guias de Controle de Pescado), preenchidas pela PMA (Polícia Militar Ambiental). Em 2014 foram emitidas 4.140 guias e no passado o número subiu 27% e foi para 5.259 guias.

Agostinho Catella, pesquisador da Embrapa Pantanal, e as biólogas Fânia Campos e Selene Albuquerque, fiscais ambientais do Imasul, são responsáveis por avaliar os dados recolhidos anualmente pelo 15º Batalhão da PMA/MS. Foi percebido, segundo eles, que o aumento aconteceu em função do maior número de registros de pesca profissional artesanal.

Quanto ao número de pescadores profissionais, em 2014 foram registrados 1.921 e no ano passado 3.759. Em caso de renovação da autorização ambiental, todos os pescadores profissionais precisam comprovar que estavam em atividade, comercializando ou transportando o pescado e para isso a melhor maneira é apresentar a GCP.

A captura teve um incremento de 32%: subiu de 136 toneladas em 2014 para 180 toneladas em 2015. Os pesquisadores perceberam que isso aconteceu em função do aumento dos pequenos desembarques de pescado.

Em relação ao número de pescadores amadores registrados, o número passou de 13.242 em 2014 para 13.647 em 2015. A captura de pescado da categoria subiu de 170 para 183 toneladas.

Já a quantidade total de pescado capturado por ambas as categorias foi de 306 toneladas em 2014 para 363 toneladas no ano passado, com 19% de aumento. As espécies mais capturadas foram cachara, pintado e pacu, nesta ordem.

O boletim completo contendo as últimas análises do SCPesca deverá ser lançado até o final de 2016.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions