A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

06/11/2015 14:55

PMA prende 57 pescadores por pesca ilegal em época de pré-piracema

Priscilla Peres
PMA também realiza a soltura dos peixes apreendidos  vivos. (Foto: Divulgação PMA)PMA também realiza a soltura dos peixes apreendidos vivos. (Foto: Divulgação PMA)

A PMA (Polícia Militar Ambiental) prendeu 42 pescadores com 513 kg de pescado, além de seis km de redes de pesca em setembro, período de pré-piracema nos rios de Mato Grosso do Sul. O período de reprodução dos peixes começou oficialmente no dia 5 deste mês e se estende até 28 de fevereiro de 2016.

Veja Mais
Com fiscalização 24h em cachoeiras, piracema começa hoje em MS
Piracema começa amanhã e pesca está proibida em todos os rios de MS

No início de outubro a PMA intensificou a fiscalização com a “Operação Pré-piracema”, que envolveu 338 policiais e terminou nesta manhã. Nesse período, também foram autuados administrativamente quatro pescadores por falta de licença de pesca.

De acordo com a polícia ambiental, a fiscalização foi intensificada com o intuito de prevenir e reprimir a pesca predatória, tendo em vista a proximidade do período de piracema e, portanto, quando vários cardumes já se encontram formados. Nesta época também aumenta a quantidade de pescadores, que se utilizam da facilidade em pegar os peixes.

Apesar do número alto de pescadores presos, a PMA considera a operação tranquila. Foram 57 pessoas autuadas por crimes e infrações ambientais, sendo 26 por pesca ilegal, contra 81 na operação do ano passado . Foram apreendidos 301 kg de peixes e dos 26 autuados por pesca, 17 foram presos por crime de pesca predatória.

Com relação aos petrechos de pesca proibidos foram apreendidas 49 redes de pesca, mais do que as 34 redes da operação passada. Mais oito tarrafas, 384 anzóis de galho, que são petrechos proibidos com grande potencial de captura de pescado, além de oito motores de popa, oito barcos e nove veículos.

As multas foram R$ 771 mil.O valor elevado das multas na operação passada deu-se em razão da autuação de uma Pequena Central Hidrelétrica, que foi multada em R$ 4,95 milhões e dois traficantes de papagaios que foram multados em R$ 1,53 milhão.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions