A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

09/12/2015 18:22

PMA recolhe jaguatirica encontrada morta após ser atropelada na BR-267

Mariana Rodrigues
Os policiais acreditam que o bicho foi atropelado pela madrugada devido as condições em que o animal foi encontrado. (Foto: PMA)Os policiais acreditam que o bicho foi atropelado pela madrugada devido as condições em que o animal foi encontrado. (Foto: PMA)

Na manhã desta quarta-feira (9), os policiais Militares Ambientais de Jardim, a 233 km de Campo Grande recolheram uma jaguatirica morta após ser atropelada a 15 km da cidade na BR-267. Os policiais acreditam que o bicho foi atropelado pela madrugada devido as condições em que o animal foi encontrado.

Veja Mais
Jaguatirica atropelada e encontrada morta, será empalhada pela PMA
Filhote de jaguatirica é recolhido às margens de rodovia

Segundo a PMA (Polícia Militar Ambiental), em quase todas as rodovias de Mato Grosso do Sul tem ocorrido um alto índice de atropelamentos de animais silvestres. No mês passado uma outra Jaguatirica foi atropelada e morta, mas desta vez na MS-040.

Após a inauguração do asfalto na rodovia no final do ano passado, tem ocorrido um alto índice de atropelamentos de animais silvestres, entre Campo Grande e Santa Rita do Pardo.

Conforme informações da PMA (Polícia Militar Ambiental), o animal será recolhido e encaminhado para Campo Grande para ser empalhado e utilizado em trabalhos de Educação Ambiental em uma oficina denominada museu de fauna.

A função principal do museu é mostrar os animais taxidermizados e discutir os problemas que os levaram a estarem mortos ali e não natureza. Além de discutir o papel da fauna no equilíbrio das populações faunísticas, na dispersão da flora, bem como os problemas ambientais e econômicos das invasões e introduções de espécies, que são a segunda causa de extinção de espécies. Também o conhecimento da fauna é um fator importante para a audiência.

Durante a visitação ao museu, o policial ambiental, ou criança do Projeto Florentina, ministra palestra sobre os problemas relativos à fauna, tais como: tráfico, caça, pesca predatória, entre outros. Disserta também sobre a cadeia alimentar, a origem de cada animal que ali está, assim como a importância da conservação de cada um em seu habitat para manter o equilíbrio ecológico.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions