A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

26/01/2016 17:57

PMA vai até chácara, encontra pegadas e acredita que onça seja jaguatirica

Mariana Rodrigues
Além das pegadas, foram encontradas marcas em troncos de árvores. (Foto: Fernando Antunes)Além das pegadas, foram encontradas marcas em troncos de árvores. (Foto: Fernando Antunes)
Local onde o animal foi visto na tarde de ontem. (Foto: Fernando Antunes)Local onde o animal foi visto na tarde de ontem. (Foto: Fernando Antunes)

A PMA (Polícia Militar Ambiental) acredita que se trata de uma jaguatirica e não uma onça-pintada, o animal visto na tarde de ontem (25) na chácara do Sintrae (Sindicato dos Trabalhadores em Ensino do Setor Privado), na MS-080, na frente do Detran-MS (Departamento de Trânsito de Mato Grosso do Sul), em Campo Grande. Uma equipe foi até o local na tarde desta terça-feira, mas nada foi encontrado.

Veja Mais
Onça-pintada aparece em chácara, mas some e assusta funcionários
Polícia Ambiental localiza filhote de onça-pintada perto da sede do Detran

Segundo informações do major Edenilson Queiroz, a equipe da PMA enviada para recolher o animal constatou que haviam marcas de pegadas no chão e um galho de árvore apresentava sinais de que um felino havia passado por ali, porém após buscas nada foi encontrado. "Tudo indica que seja uma jaguatirica adulta, até pelas marcas deixadas", conta.

O major explica ainda que é difícil o aparecimento de uma onça naquela região, devido a movimentação diária de pessoas. "A jaguatirica tem o comportamento diferente, mesmo com a movimentação elas ficam no local devido ao alimento fácil, ainda mais por ali que há galinhas e outros animais de pequeno porte que servem de alimento".

A preocupação agora é em encontrar o felino e garantir que ele seja levado para um lugar seguro. "Já avisamos aos moradores das chácaras que caso vejam novamente o animal que acionem a PMA imediatamente, para que possamos encontrar esse animal antes que outras pessoas o encontram e acabem o matando", afirma.

Há possibilidades de que o animal tenha se deslocado e procurado outro local, conforme informações da PMA, mas nada é certo ainda, já que as únicas pistas são as pegadas deixadas. Caso ela seja vista novamente, a PMA irá montar armadilhas para fazer a captura.

Moradores - Caetano de Amorim, 47 anos e Jaril de Melo, funcionário da chácara, localizada na MS-080, disseram ter visto o felino por volta das 16 horas, em uma área de mata fechada dentro do terreno do sindicato, que fica próximo ao Conjunto José Abrão.

Jaril explicou que viu hoje (26) as pegadas da onça no terreno da chácara e em uma árvore que está arranhada. O caseiro disse ainda que percebeu algo estranho cinco dias atrás.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions