A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

28/10/2013 14:15

Polícia flagra homens retirando peixes de rede de pesca no Rio Anhanduí

Bruno Chaves
Os peixes que estavam vivos foram soltos no rio (Foto: Divulgação/PMA)Os peixes que estavam vivos foram soltos no rio (Foto: Divulgação/PMA)

Três homens foram autuados por pesca predatória pela PMA (Polícia Militar Ambiental), nesta segunda-feira (28), ao serem flagrados retirando peixes de redes de pesca no Rio Anhanduí, em Nova Andradina – a 300 quilômetros de Campo Grande. Eles foram multados em R$ 850, cada – total de R$ 2,5 mil.

Veja Mais
No primeiro mês de piracema, PMA registra aumento de 100% nas apreensões
Segunda-feira de tempo claro e com possibilidades de chuvas à tarde, em MS

Segundo a polícia, os pescadores avistaram a equipe e saíram para a margem do rio e jogando vários exemplares de piau, traíra e cascudo no meio da vegetação, no local que servia de acampamento. Quando os policiais chegaram, vários peixes ainda estavam vivos e foram soltos no rio.

Durante a abordagem, eles confessaram que pescavam com redes de pesca e mostraram o local onde os petrechos proibidos estavam armados. Juntos com os policiais, os pescadores retiraram as redes.

O barco deles, um motor de popa e duas redes de pesca foram apreendidas. Os pescadores, todos residentes em fazendas da região, foram multados. Os autuados responderão por crime ambiental de pesca predatória e, se condenados, poderão pegar pena de um a três anos de detenção.

A equipe de policiais de Bataguassu ainda retirou do rio, durante a fiscalização, 147 anzóis de galho e 26 joão-bobos (boias), que são petrechos proibidos. Os proprietários dos materiais não foram identificados. A operação que resultou nas apreensões é a Pré-piracema.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions