A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

15/07/2012 17:16

PM interrompe rinha de galos e prende 19 pessoas em chácara

Paula Maciulevicius

Além da rinha, a PM localizou na casa 1,3 mil pacotes de cigarros e uma motocicleta Honda Biz que caracterizou o crime de apropriação indébita

PM encontrou 29 galos prontos para a rinha. Um usado na disputa anterior já estava morto. (Foto: Paula Maciulevicius)PM encontrou 29 galos prontos para a rinha. Um usado na disputa anterior já estava morto. (Foto: Paula Maciulevicius)

A Polícia Militar flagrou uma rinha de galos na tarde deste domingo, em uma chácara próximo a Uniderp Agrárias, em Campo Grande. Os militares chegaram ao local por meio de denúncia anônima e conseguiram impedir o segundo “round” da disputa, 29 galos foram apreendidos, um outro animal já estava morto. No total, 19 pessoas foram encaminhadas à Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro.

Além da rinha, a PM localizou na casa 1,3 mil pacotes de cigarros e uma motocicleta Honda Biz que caracterizou o crime de apropriação indébita. O responsável pelo local, Mateus Pompeu Dias, 29 anos e a esposa foram presos, junto com outros 17 apostadores.

De acordo com a PM, os galos estavam com a cabeça coberta e os pés amarrados e vestidos de forma que os apostadores os pegavam por uma alça, costurada à roupa. O galo morto tinha ferimentos no pescoço.

Gaiolas foram apreendidas pela PMA em chácara próxima à Uniderp Agrárias. (Foto: Paula Maciulevicius)Gaiolas foram apreendidas pela PMA em chácara próxima à Uniderp Agrárias. (Foto: Paula Maciulevicius)

“Chegamos quando eles começavam a segunda etapa da rinha. O galo morreu hoje, em luta anterior”, disse o tenente do 9° Batalhão da PM, João Aparecido de Oliveira.

A Polícia apreendeu gaiolas, o que era usado como arena para a rinha, uma balança e uma espingarda de pressão. Os galos foram levados pela Polícia Militar Ambiental para o CCZ (Centro de Controle de Zoonoses).

Os envolvidos estão sendo ouvidos na Depac e serão liberados. Eles podem responder por prática de ato de abuso e maus tratos contra animais. A pena é de três meses a um ano de detenção e multa.




Policia faz um ótimo trabalho, pros meliantes estarem soltos e como o crime pelo visto compensa, daqui a pouco estão fazendo o cometendo o mesmo crime.
 
Thiago Kalunga em 16/07/2012 09:45:44
parabens a esta pessoa que tiveram coragem de denunciar e aos policiais que foram averiguar a denuncia e prenderam estes marginais que deveriam estar no lugar destes animais pois são uns montros de fazer isso com o bichinhos indefesos agora a justiça deve mandar pagar uma multa bem alta e fazer eles trabalharem limpando as ruas e avenidas carpindo e podanda as arvores pois a justiça não prende
 
silvana baroni em 16/07/2012 09:30:11
Ótimo trabalho da Polícia, agora pega cada um desses desgraçados envolvidos, dá um canivete pra cada um e joga na arena... até restar apenas um! Malditos que maltratam animais! E muitos não serão punidos!
 
Marcos Guimarães em 16/07/2012 08:32:34
A PM tem todo esse trabalho de localizar e prender e a justiça acaba afrouxando a responsabilidade e a pena dos autores do delito. Até quando a sociedade vai permitir isso ?
 
Flávio Márcio em 16/07/2012 08:20:14
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions