A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

23/01/2011 08:13

Polícia prende 5 pessoas por caça ilegal e apreende jacares abatidos

Assista o vídeo feito pelos policiais na fazenda:

Marta Ferreira

Prisões foram em fazenda de Aquidauana ontem à tarde

Animais aprendidos estavam na carroceria de camioneta. (Foto: Divulgação PMA)Animais aprendidos estavam na carroceria de camioneta. (Foto: Divulgação PMA)

Policiais militares ambientais prenderam, ontem, em Aquidauna, o proprietário de uma fazenda e outras 4 pessoas, todos acusados de envolvimento em caçadas de animais. No local, foram encontrados 5 jacarés abatidos. Também foram apreendidas várias armas.

A PMA informou que, a partir de denúncias de que proprietário da fazenda Santa Emília, antiga “Pousada Araraúna” estaria levando grupo para praticar caça na propriedade, fez primeiro uma investigação e, confirmando a veracidade das informações, foi solicitado, então, mandado de busca e apreensão, que foi expedido.

Neste fim de semana, a operação foi realizada, sob a coordenação do capitão Daniel Elias dos Santos, responsável pelo processo de apuração, com policiais de Campo Grande, Rio Negro e Aquidauana. Ontem à tarde, o grupo foi até a fazenda e prendeu 5 homens e apreendeu os animais e as armas.

Em volta da sede da fazenda, os policiais encontram diversas carcaças de animais abatidos em dias anteriores. Segundo a PMA divulgou, eles puderam contar nas imediações 3 carcaças de jacarés, 1 de capivara, 1 de queixada. Havia outras, que, devido ao estado, não foi possível identificar. Para os policiais, o encontro dessas ossadas indica que a prática de caça era comm na propriedade.

Foram presos Ugo Furlan, proprietário da fazenda e apontado como organizador das caçadas; Luiz Carlos de Oliveira, Givaldo dos Santos e Eder Alves pinto, todos residentes em Campo Grande, e Edson Antonio Furlan Possari, residente em Adamantina-SP.

Eles foram presos no momento em que praticavam caça e já haviam abatido os jacarés, encontrados na carroceria do veículo Toyota Hilux, placas HSY 9534 de propriedade de Ugo Furlan.

Foram apreendidas 1 espingarda calibre 22 sem registro e 50 munições localizadas no veículo Toyota Hilux, placas NRF-7397 de propriedade de Luiz Carlos de Oliveira. No veículo Ford Ranger, placas JRT-0845 de propriedade de Givaldo dos Santos foram localizados 1 revólver calibre 22 e 2 espingardas calibre 22, sem registro, além de 61 munições calibre 22. Todos os veículos também foram apreendidos.

Também foram encontradas 2 tarrafas, que foram apreendidas, além de 2 facões e facas que eram utilizadas para tirar o couro e limpar os animais abatidos.

Crimes-Presos, os caçadores foram conduzidos, juntamente com o material apreendido, à delegacia de Polícia Civil de Aquidauana, onde eles foram autuados em flagrante, na madrugada de hoje, por porte e posse ilegal de arma; por crime ambiental de caça e por formação de quadrilha e bando armado.

Pelo crime ambiental de caça ilegal, eles poderão pegar pena de 6 meses a 1 ano de detenção; pelo porte ilegal de arma, poderão pegar pena de 2 a 4 anos de reclusão; pela posse ilegal de arma de 1 a 3 anos de detenção e, pela formação de quadrilha, pena de 1 a 3 anos de reclusão.

Além disso, cada autuado recebeu multa administrativa de R$ 2.500,00 pela caça dos animais silvestres, perfazendo um total de R$ 12.500,00.

O proprietário da fazenda não tinha licenciamento ambiental da pousada e foi multado em mais R$ 50.000,00. Ele também responderá por este crime de funcionar atividade potencialmente poluidora sem autorização ambiental. A pena é de 3 meses a 1 ano de detenção.

Galeria de Fotos




Karoline Ferraz de Matos, por que vc acha que todas as caminhonetes não foram presas/ Adivinha? Nem todos estavam envolvidos, é só pensar um pouquinho, e não fazer onda com o que vc não sabe, não viu. O povo brasileiro é de uma leviandade e hiprocrisia a qualquer prova, é só alguém falar para o outro achar que é a mais absoluta verdade. Ora Karoline, vá se informar antes de dar opiniões sem qualquer base, a polícia é séria, mas não queira chutar cachorro morto, isso é feio, é falta de educação e inteligência!
 
Alcebíades Anacleto Ozéias em 25/03/2011 07:59:33
Como as pessoas caem nesse conto da carochinha da PMA, e a imprensa cae por que isso dá ibope, noticia do Meio Ambiente. Existem vários indícios sobre policiais corruptos, que apavoram os fazendeiros da região com multas milionárias, no MS e no MT, e os que não pagam, acabam como esse produtor, tendo a caça de um grupo de amigos elevada a safari nacional. Ora, uma ação orquestrada, com nota da PMA e fotografias/vídeos para toda a imprensa, querem holofotes, para que ou para se desviar do que, a população nao sabe. Cuidado policiais corruptos, hora dessas a casa de vocês cai.
 
Lourival Rodrigues em 26/01/2011 11:23:18
Haviam dez camionetes na fazenda e em torno de 25 pessoas, porque nao prenderam todas?! E porque foram soltos as pessoas que foram presas, so porque pagaram fiança nao justifica. E os animais que foram mortos! Voceis PMA devem parar de soltar as pessoas so porque pagaram fiança. Vida nao se paga...
 
karoline Ferreira Mattos em 24/01/2011 11:51:44
È inaceitável esse comportamento nos dias atuais. Pior ainda, caçar por esporte. Só pessoas de fora, sem a menor ligação com o Pantanal e a conservação é que tem capacidade de fazer isso. Parabéns a Polícia Militar e Ambiental. Que isso sirva de exemplo para que se mude a legislação. Tantos crimes somados e os autores continuam soltos. É hora de mudar essa lei!!!
 
Neiva Guedes em 24/01/2011 11:10:55
Excelente ação da PMA. Parabéns à Corporação. O Poder Judiciário deveria atuar de forma implacável neste caso, no mesmo nível de seriedade e compromisso da PMA, sem deixar brechas para que esses bandidos saiam sem pagar pelo que devem para a Sociedade e à Natureza.
 
José Sabino em 24/01/2011 10:29:15
Parabéns a gloriosos policia militar ambiental do ms. Isso mostra que muito está sendo feito, inclusive esse Sr. ugo furlan já cometeu outros tipos de crimes ambientais em sua fazenda que fica as margens da Rodovia BR 262, fazenda paraiso. O mesmo foi multado, agora o ministério público tem mais argumentos para agir com mais rigor neste caso, pois só assim os trabalhos ora realizados em campo serão valorisados.
 
ronaldo da silva em 24/01/2011 10:12:53
Parabéns Policia Ambiental!!! a polícia prende, mas o juíz solta.Nossas leis são brandas demais para esse tipo de CRIME...favorecendo de certa forma monstros como esses...que destroem sem piedade nossas maiores riquezas naturais que são: A Fauna e a Flora brasileira.Esses Assassinos de animais deveriam apodrecer na cadeia...e perder metade de seus patrimônios.Ah, Parabéns!!! tbém para pessoa humana que fez a denúcia.
 
neide oliveira em 24/01/2011 09:40:39
Parabens PMA, com o trabalho que estão realizando vocês mostram à esses fazendeiros que o pantanal não é TERRA SEM LEI! E que eles não são donos da nossa fauna e flora tão rica, os peixes e os animais não são de propriedade deles, mas da Nação brasileira. Obrigada por defender o que é nosso! SIM, VAMOS DENUNCIAR!
 
Leticia Mello em 24/01/2011 08:14:49
que bom isso aconteceu, as pessoas tem aprender comviver com os animais, afinal eles fazem parte da natureza. a policia ambiental deveria fazer mais atuaçoes, em várias outras localidades, no lotiamento santa cruz do pontal, saida para rochedo ha um verdadeiro massacre contra os peixes no corrego seroula, não repeitam nem a piracema, tambem existe muito lixo jogado as margens das estradas vicinais e rodovias, o que fazer para que estas pessoas sejam responsabilisadas pelos seus atos ?
 
edilto soares de araujo em 24/01/2011 07:48:56
Parabens as autoridades!!!!!!!!!
 
Maria Smith em 23/01/2011 12:22:23
Parabéns a PMA pela operação!!!
Chega de carnifina com os animais do nosso Pantanal.
 
LUIZ CESAR (Aquidauana/MS) em 23/01/2011 11:45:22
Parabéns Militares da Ambiental quando querem acham caçadores do mal destruindo a natureza essa fazenda tinha que ser tomada pelo governo isso é um absurdo que estão fazendo e nem pra cadeia vão ficar e o estrago que fizeram na natureza é muito grande GOVERNADOR ESSA FAZENDA NÃO PODE MAIS VOLTAR PRA ESSE MONSTRO JUSTIÇA FAZ ALGO PRA TOMAR ESSA FAZENDA DESSES MONSTROS!!!!!!!!!
 
Fernanda Muniz em 23/01/2011 11:03:21
A Policia Militar, através da sua unidade de Policiamento Ambiental, continua cumprindo um papel estratégico na protecao do pantanal. As denúncias sao determinantes para assegurar uma maior eficiencia do traballho operacional da unidade num terriitório enorme como este.
Quero registrar outro aspecto importante que é a maior ameaça do pantanal. A troca de mãos, proprietários, das fazendas, onde a saida do Pantaneiro e seus costumes nos traz figuras desprovitas de cultura e respeito a natureza. O governo precisa criar mecanismos de incentinvos para a permanencia dos pantaneiros.
Parabens a Policia Militar
 
Angelo Rabelo - Tcel da PMMS em 23/01/2011 08:21:28
Parabéns a essa gloriósa Polícia Militar Ambiental, que vem desenvolvendo um exelente trablho na região do pantanal e cadeia a esses predadores!
 
antonio marcos teles em 23/01/2011 05:24:58
Com toda certeza a depredação ambiental não pode ser tolerada ou aceita sob hopotese alguma, porém, os nossos governantes devem evoluir, ou seja, de posse dos estudos pertinentes, estabelecer o período de caça para as espécies predominantes que estiverem sendo consideradas pragas e de outra sorte elencar espécies que de maneira alguma poderão ser caçadas. Isso nao é nada novo, é sim uma atitude e postura de muitos pasises que fomentam seus turismos internos oferecendo esta modalidade. Veja, se o jacaré não tem seu predador natural no ambiente em breve será dominate e vai alterar de sobremaneira o ecosistema com sua superpopulação.
 
CLAUDIO MOREIRA em 23/01/2011 04:03:48
Parabéns a PMA de MS, é isso ai...........vamos colocar ordem neste pantanal....
 
Cláudio Roberto de Oliveira em 23/01/2011 04:02:37
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions