A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

22/09/2011 12:07

Primavera vai trazer chuva e altas temperaturas para Mato Grosso do Sul

Aline dos Santos

A estação das flores chega às 6h de sexta-feira

A Primavera chega às 6h de amanhã com prenúncio de chuvas no período da tarde, altas temperaturas e aumento no índice de umidade do ar em Mato Grosso do Sul. A estação das flores vai até 22 de dezembro.

Conforme informações da Estação Meteorológica da Universidade Anhanguera/Uniderp, a média de precipitações aumenta durante a estação, revelando um período com risco acentuado de cheias nos córregos.

Neste ano, a perspectiva é que a chuva seja mais irregular, não se descartando até mesmo problemas de baixo índice de precipitação em novembro, período mais próximo ao Verão. “Mas ainda assim, há possibilidade de chuvas fortes ao longo da estação em 2011”, afirma o meteorologista Natálio Abrahão.

As temperaturas máximas podem atingir valores elevados: acima dos 38º C em Campo Grande e próxima aos 40ºC nas regiões Oeste e Norte. A previsão é de muito calor entre outubro e novembro. O mesmo período deve concentrar a ocorrência de chuvas forte, com raios e trovoadas.

“Não se descarta Complexos Convectivos de Meso-escala, fenômenos ou sistemas que provocam grande quantidade de chuva em períodos relativamente curtos, com ventos de rajadas acima dos 80kmh. No final de outubro e início de novembro, as chuvas devem vir com raios e trovoadas fortes em todas as regiões com menor probabilidade no oeste do Estado”, salienta.

Em Campo Grande, são esperados 70 mm (milímetros) de precipitação em setembro, 130mm em outubro e 165 mm em novembro. O meteorologista alerta para a falta de chuva na região Sudoeste. “Entre Bela Vista, Ponta Porã até Amambai. Esses municípios podem ficar com falta de chuva em setembro e persistir estiagens de 15 a 20 dias”, afirma.

A umidade relativa do ar deve se elevar e normalizar a partir de meados de outubro. Até o final de setembro a ocorrência de índices abaixo dos 20% ainda pode ocorrer, principalmente, nas regiões Norte e Central. Já com relação aos raios ultravioletas, a tendência é que cheguem aos valores máximos várias vezes por mês.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions