A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

30/01/2013 11:38

Produtora corta aroeira e angico sem autorização e recebe multa de R$ 80 mil

Na fazenda localizada em Aquidauana, a PMA encontrou 433 lascas

Nadyenka Castro
Lascas de madeira encontradas na fazenda. (Foto: Divulgação/ Polícia Civil)Lascas de madeira encontradas na fazenda. (Foto: Divulgação/ Polícia Civil)

Uma produtora rural foi multada em R$ 80 mil pelo corte sem autorização de aroeira e angico plantados na reserva da fazenda dela, localizada em Aquidauana, a 135 quilômetros de Campo Grande.

Veja Mais
No primeiro mês de piracema, PMA registra aumento de 100% nas apreensões
Segunda-feira de tempo claro e com possibilidades de chuvas à tarde, em MS

A PMA (Polícia Militar Ambiental) fazia fiscalização nas propriedades do município e encontrou em uma delas 223 lascas de aroeira e 210 de angico. Também havia lascas de ipê.

Na fazenda os policiais flagraram um homem fazendo corte de árvores com motosserra. Ele foi preso em flagrante, solto após fiança e terá que pagar multa de R$ 2 mil. O equipamento foi apreendido.

Conforme a PMA, a dona da fazenda mora em Campo Grande e foi multada em R$ 80 mil por possuir e utilizar produto de origem florestal da espécie aroeira sem autorização ambiental. Ela também responderá por crime ambiental e poderá pegar pena de um a dois anos de reclusão.

De acordo com a PMA, a portaria 83 N de 1991 do Ibama (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis), proíbe o corte da aroeira e algumas outras espécies de madeiras nobres, sem plano de manejo, que precisa ser aprovado pelos órgãos ambientais. Inclusive, em desmatamentos autorizados, essas espécies não podem ser cortadas.




pelo jeito do comentário este Ricardo araujo entende tudo de de biologia, ciência , e meio ambiente! kikikikiki
 
claudio andrade em 01/02/2013 23:51:18
Cade a PMA e SECRETÁRIA DE MEIO AMBIENTE e o MINISTÉRIO PÚBLICO; que não tomam providências, contra quem esta matando o RIO IMBIRUSSU, basta sair 15 Km na rodovia BR 060, sida para SIDROLANDIA; que de cima da ponte já se pode observar a imundice que esta aquele que já foi um belo rio. De cima da ponte se observa que a agua esta preta, e o mau cheiro é ínsuportável; isso proveniene de dejetos de curtumes e frigoríficos instalados na região. Estou achando que estes orgãos só podem atuar contra os pequenos.
 
Arthur Kosloski em 01/02/2013 19:38:07
Na natureza tudo que se tira um dia falta, quando se derrubam arvore, se tira oxigênio, um dia desse bem próximo, do jeito que vai indo, as pessoas sem consciências ambiental, vai faltar oxigênio na terra, e ai o céu ou o inferno é o limite
 
Ricardo Araujo em 01/02/2013 15:03:44
Tá feio a coisa, precisamos de lenha principalmente em fazenda o gás esta R$ 55,00 o botijão, gasolina etc.. subindo hj 31-01-13, só faltam os órgãos competentes( e.aspas), tomar o que temos, não falta mais nada.
é um absurdo não se pode cortar nem mais uma árvore para consumo próprio??
outra lei(seca) se tomar um medicamento podemos ser multado com a CNH, apreendida dorme com essa...........situação.
 
CICERO FREITAS BATISTA em 31/01/2013 09:52:16
Por onde se anda pelo interior nota-se fumaça sobre a mata, com certeza sai de algum forno, derrubam árvores nativas para transforma-las em carvão e vender em mercearias.
 
juraci montanha em 31/01/2013 08:16:15
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions