A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

25/12/2011 08:48

Programa de conscientização ambiental da BR-262 começa em janeiro

Edmir Conceição

Programa vai esclarecer população sobre obras do Denit para transformar trecho entre Anastácio e Corumbá em rodovia ecológica

Programa de conscientização inclui sinalização especial e peças audivisuais. (Foto: Ronaldo Balla)Programa de conscientização inclui sinalização especial e peças audivisuais. (Foto: Ronaldo Balla)

Começa em janeiro campanha e conscientização ambiental voltada aos usuários da BR-262. Professores que integraram o grupo de estudo encomendado pelo Dnit (Departmaneto Nacional de Infra-estrutura de Transporte) para adaptação da rodovia apresentaram as peças da campanha, que inclui jingles. Em workshop realizado entre os dias 12 e 13 de dezembro, houve troca de experiências sobre programas de comunicação social em rodovias brasileiras, dentro de série de debates promovidos pela Coordenação Geral de Meio Ambiente (CGMAB) do Dnit.

O estudo sobre a BR-262 foi entregue ao Ibama em junho. O trecho de 286,2 km que liga Anastácio a Corumbá deverá ser adaptado para proteger o ecossistema, como sinalização especial, cercas em áreas críticas de mortandade de animais na pista, 93 passagens de animais sinalizadas, e um mirante turístico no entroncamento da Estrada Parque.

Além disso, a rodovia deve contar com monitoramento constante de atropelamento de fauna. Vão ser instalados também redutores de velocidade em áreas de maior afluxo de animais e armadilhas fotográficas no trecho que vai ser monitorado por biólogos e técnicos do Instituto Tecnológico de Transporte e Infraestrutura da Universidade Federal do Paraná que foi, contratado pelo Dnit para organizar os programas ambientais.

No monitoramento inicial feito desde junho pela Universidade do Paraná apresentado ao Ibama, foi relacionado atropelamento de 1.400 animais de 88 espécies no período de um ano entre Campo Grande e Corumbá, num trecho de 410 km; e constatado o atropelamento de 57 espécimes no trecho de 284,2km entre Anastácio e Corumbá em dois meses de monitoramento.

Para a coordenadora geral de Meio Ambiente do Dnit, Aline Freitas, os projetos de comunicação social junto às populações que habitam áreas próximas a grandes obras públicas são fundamentais.

Com o artigo “Comunicação social para usuários de rodovias”, as professoras do Instituto Tecnológico de Transportes e Infraestrutura da Universidade Federal do Paraná (ITTI-UFPR) Dulce Fernandes e Regiane Ribeiro apresentaram as estratégias de comunicação aplicadas na restauração da pista e revitalização do acostamento da BR 262.

Segundo a professora Dulce Fernandes, o workshop em Brasília foi importante para uma visão geral de todas as rodovias e os setores envolvidos na revitalização da BR 262, prevendo formas de comunicação entre as mais diversas classes e setores da população que vai conviver com a obra e depois desfrutar de seus benefícios. Segundo ela, o projeto objetiva com o programa de educação ambiental evitar o atropelamento de fauna e proteger o ecossistema de todas formas de agressão.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions